Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Reclamação: águas negras saem do Pick n Pay

Boa tarde, Jornal @Verdade. Chamo-me Francisco Uthui, morador do bairro do Aeroporto “A”, na capital moçambicana. Gostaria, através deste meio, de manifestar o meu agastamento e dos moradores desta zona em relação às águas negras que estão a ser expelidas a partir das casas de banho do estabelecimento comercial denominado Pick n Pay na Avenida de Angola. Estamos a passar mal com o mau odor.

As águas negras que saem do sistema de esgotos daquele estabelecimento comercial preocupam-nos bastante porque constituem uma ameaça à saúde pública. Receamos que a qualquer momento eclodam algumas doenças, principalmente no seio dos moradores que se encontram próximo do local inundado.

Indignados com a situação, contactámos um dos responsáveis daquele estabelecimento comercial, o qual prometeu resolver o problema no dia seguinte. Contudo, para nosso espanto, até agora nada aconteceu. Pelo contrário, as águas negras escorrem com maior intensidade, sinal de que algo está a agravar- -se a cada dia que passa.

Penso que a demora na resolução da inquietação dos moradores do bairro do Aeroporto “A” está relacionada com a falta de vontade por parte dos proprietários do Pick n Pay. Eles não estão preocupados com a nossa saúde, mas existe uma estrutura do bairro e do Governo que devia supervisionar essas situações que atentam contra a saúde pública. Mas ninguém está a mexer uma palha sequer para nos socorrer deste sofrimento.

Não estamos a pedir demais, apenas exigimos o cumprimento dos nossos direitos. Pagamos impostos para termos um saneamento do meio ambiente e condições de higiene aceitáveis, sem o risco de contrair doenças por causa da negligência de algumas pessoas.

Devido à demora dos donos daquele estabelecimento comercial em atender o nosso pedido, voltámos pela segunda vez e falámos com o senhor Alberto Jardim. Mais uma vez foi-nos prometido que o problema seria resolvido através da colocação de uma tubagem para evitar que haja fuga das águas negras oriundas das casas de banho daquela loja. Já passou muito tempo e ainda não temos resposta.

Aquela situação não só atenta contra a saúde dos munícipes, mas também contra a tão propalada postura urbana. Não conseguimos ficar no quintal das nossas casas porque o mau odor espalha-se por quase todo o bairro.

Portanto, pedimos aos responsáveis do Pick n Pay para que resolvam o problema que nos indigna antes de ficarmos doentes. Chega de promessas falsas. Façam alguma coisa…

Resposta

O @Verdade contactou, telefonicamente, um dos membros do corpo directivo do Pick n Pay, por sinal, Alberto Jardim, a mesma pessoa que teria prometido montar uma tubagem a fim de evitar que as águas em causa inundassem as ruas do bairro onde a sua loja se encontra.

O nosso interlocutor reconheceu o problema e o perigo a que os queixosos estão expostos. “A preocupação dos moradores é justa”.

Alberto Jardim afirmou que se trata de uma situação já com os dias contados porque na semana passada comprou-se uma nova tubagem para reabilitar o sistema de esgotos e evitar a fuga de águas negras para os espaços alheios.

Entretanto, Jardim pediu paciência e perdão aos residentes do bairro do Aeroporto “A” pelo sucedido. Não houve intenção de prejudicar e colocar em risco a saúde dos que vivem nas proximidades onde a água está estagnada.

Por fim, a nossa fonte adiantou que até este fim-de-semana a vida voltará à normalidade. O atraso deveu-se a questões ligadas à logística do seu estabelecimento comercial.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!