Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Putin promete unidade em retorno ao Kremlin

Vladimir Putin tomou posse como presidente da Rússia, esta Segunda-feira, e fez um apelo amplo por unidade, no início de um mandato de seis anos em que enfrentará a dissidência crescente, problemas económicos e adversidades políticas.

Putin, de 59 anos, fez o juramento com a sua mão direita sobre a Constituição russa numa cerimónia cheia de pompa na antiga sala do trono do Kremlin, diante de 2.000 dignitários que aplaudiram cada passo do presidente sobre o tapete vermelho.

Do lado de fora dos muros vermelhos do Kremlin, a polícia observava atentamente os homens e as mulheres dentro de cafés que usavam a fita branca que simboliza um movimento de protesto contra Putin.

Domingo, mais de 400 pessoas foram detidas durante as manifestações. “Vamos atingir os nossos objectivos se formos um povo único e unido, se defendermos a nossa pátria amada, fortalecermos a democracia russa, os direitos e liberdades constitucionais”, disse Putin num discurso de cinco minutos depois de tomar posse.

“Vou fazer tudo o que puder para justificar a confiança de milhões dos nossos cidadãos. Considero esse o significado da minha vida e minha obrigação de servir à pátria e o nosso povo.”

O ex-espião da KGB ainda será abençoado pelo chefe da Igreja Ortodoxa Russa antes duma recepção de gala.

Apesar de ter permanecido como principal liderança russa durante os últimos quatro anos, período em que foi o primeiro-ministro, Putin agora retoma o papel formal de chefe de Estado.

O seu aliado Dmitry Medvedev assumiu a Presidência em 2008, depois de oito anos de Putin como presidente.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!