Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Protestos de estudantes contra o aumento das propinas param universidades da África do Sul

Protestos estudantis contra o aumento das propinas, depois de meses de crescente activismo nos “campus”, levaram à suspensão das aulas em três das principais universidades da África do Sul.

As manifestações dos estudantes que começaram na semana na Univeridade de Witwatersrand e estenderam-se às Universidades de Rhodes, Stellenbosch e Cape Town onde centenas de jovens ergueram barricadas impedindo o acesso aos “campus”.

Responsáveis das Universidades de Rhodes, Cape Town (UCT) e Witwatersrand (Wits) anunciaram que as aulas estavam suspensas devido à onda de protestos.

Centenas de estudantes têm participado em manifestações contra o aumento das propinas, em 10,5% para 2016, que muitos dizem empurrarão os pobres estudantes negros para fora do sistema de ensino.

As universidades sustentam que os aumentos são necessários para fornecerem educação de qualidade.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!