Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Protesto de adeptos paralisa centro do Cairo

Um protesto de adeptos de futebol que exigem punições a adeptos rivais e a policiais acusados pela morte de 74 pessoas num estádio paralisou ruas e uma ferrovia, esta Quarta-feira (23), no Cairo, Egito.

Um veredicto para esse caso é aguardado para o fim de semana, quando o segundo aniversário do início da revolução egípcia de 2011 deve mobilizar milhares de pessoas para protestos contra o actual governo de orientação islâmica.

Os adeptos do clube Al Ahly, que tiveram papel destacado na rebelião que derrubou o regime de Hosni Mubarak, realizaram um protesto silencioso em frente à Bolsa do Cairo, paralisaram os serviços numa estação central de comboio e interditaram uma movimentada ponte sobre o rio Nilo.

As operações da bolsa não foram afectadas pela manifestação. Escritas deixadas nos arredores alertavam para a reacção caso o veredicto judicial do próximo Sábado contra 61 réus fique aquém do que esperam os adeptos.

“26 de Janeiro: o custo do sangue é o sangue”, dizia uma. “26 de Janeiro: justiça ou caos”, eram os dizeres num adesivo numa parede.

O desastre de Fevereiro passado em Port Said aconteceu durante um jogo do Al Ahly contra o Al Masry, equipa local.

Muitos dos mortos foram pisoteados na confusão que se seguiu a uma invasão de campo por adeptos do Al Masry.

Os adeptos acusaram policiais de estimular o tumulto, como vingança pela participação dos adeptos do Al Ahly na revolução contra Mubarak.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!