Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Proliferação de armas de fogo desnorteia polícia

Tudo aconteceu no distrito de Namarrói, norte da província da Zambézia, quando uma viatura da marca Land Cruiser, cujo proprietário não foi revelado, deparou-se com dois indivíduos munidos de armas de fogo do tipo AKM e uma pistola, dai imobilizaram a viatura tendo sacado mais de Setecentos meticais.

 

De acordo com Elcídia Filipe, Substituta do porta-voz do Comando da Polícia da República de Moçambique (PRM), este caso foi relatado por uma cidadão, por sinal a chefe dos Serviços Distritais de Saúde, Mulher e Acção Social em Namarrói.

Segundo Elcídia, os casos com recurso a armas de fogo tem vindo a crescer na província da Zambézia nos últimos tempos. A fonte acrescentou também que para além do uso de armas de fogo, a polícia tem registado com frequência o uso de armas brancas um pouco pela província.

Ainda sobre este caso, a nossa fonte disse não haverem mais detalhes se esta viatura era pertencente ao estado, mas a única coisa que a porta-voz assegurou que houve sim roubo de Setecentos Mil Meticais cuja ate agora, a policia não tem pistas quer dos meliantes, assim como do paradeiro do valor roubado.

Omissão de informação

Viatura roubada na praia e acidentada não consta nas ocorrências policiais A quando da realização do festival de Zalala, no sábado e domingo passado, foi roubada uma viatura da marca Toyota Rava na praia de Zalala, cujos meliantes, puseram-se em marcha a caminho de Quelimane. Só que quando chegaram na zona de Marabo, a viatura despistou e capotou. Os ocupantes foram socorridos para o hospital provincial de Quelimane. A viatura permaneceu no local ate cerca da 1hora de domingo. Dai, foi retirado do local para um destino incerto.

Mais o mais incrível é que já na manha desta quarta-feira, quando a nossa reportagem se dirigiu ao Comando da Polícia da República de Moçambique, para saber este e outros casos, ficamos a saber junto da porta-voz Substituta, Elcídia Filipe, que este caso nem sequer consta nas ocorrências policiais do fim-de-semana. Elcídia disse por outro lado que também ao longo do fim-de-semana, quando esteve de serviço ouviu falar do caso, mas segundo disse, o Departamento da Policia de Trânsito (PT), não canalizou o caso para os registos do fim-de-semana.

Quando questionamos o porquê desta acção da PT, a fonte disse não perceber, mas confessou que não É o primeiro caso que acontece, outrora houve também casos de acidentes que não foram reportados pela PT, mesmo depois dos mesmos serem registados. Todavia, a porta-voz substituta, garantiu que num curto espaço de tempo, poderá esclarecer o que terá passado junto dos seus colegas.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!