Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

PRM regista melhoria na sua capacidade operativa

O Vice-ministro do Interior, José Mandra, afirma que a Implementação do Plano Estratégico da telinforma 11.05.09 pag.3 PRM (PERM), que desde Dezembro de 2008 está incorporado no Plano Estratégico de Desenvolvimento Institucional do Ministério do Interior (EDMINT), permitiu reforçar qualitativa e quantitativamente os quadros da corporação com nível básico, médio, superior e de especialidades operativas.
Mandra falava hoje, em Maputo, na cerimónia de lançamento da semana comemorativa do 34/o Aniversário da PRM que, se assinala a 17 do corrente mês sob o lema “Pela Lei e Ordem, Stop Crime, Ajude a Polícia a Combater o Crime”.
“Os marcos do crescimento da nossa polícia são indeléveis a julgar pela melhoria do seu desempenho, mercê do investimento contínuo na formação e na criação paulatina de condições dignas de trabalho”, disse o vice-ministro.
Segundo Mandra, a PRM formou e enquadrou, nos últimos quatro anos, 12.408 agentes de diversas especialidades operativas, promoveu 4.823 membros às categorias de Sargento Principal, Sargento e 1/o Cabo da Policia, bem como promoveu 4.414 membros à oficiais subalternos.
Estas acções traduziram-se no aumento dos nossos efectivos e permitiram estender o raio de cobertura da acção policial, incluindo a fronteira moçambicana, melhorar o atendimento às mulheres e crianças vítimas da violência doméstica, com a implementação, a nível nacional, de 11 gabinetes modelo e 204 secções de atendimento deste mal social.
As acções da PRM permitiram, por outro lado, criar 2.730 conselhos de Policiamento Comunitário Voluntário e vários outros ganhos.
João Mbanguine, coordenador do policiamento comunitário, no Distrito Municipal Dois (DM2), lançou um apelo no sentido de haver maior cooperação entre a PRM e as comunidades.
“Não possível colocar um polícia atrás de cada cidadão, para garantir a sua segurança. Assim sendo, é urgente a consolidação desta parceria PRM e Polícia Comunitária contra o inimigo comum que é a criminalidade”, apelou Mbanguine, que falava em nome dos vários conselhos de policiamento comunitário.
Participaram na cerimónia, o vice procurador geral da republica, o vice-reitor da Academia de Ciências Policiais (ACIPOL), membros do Conselho Consultivo do Ministério do Interior, Conselho do Comando Geral da PRM, generais, oficiais superiores, comandante da cidade do Maputo, comandante das Forças de Intervenção Rápida (FIR) e demais convidados.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!