Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Presidente Guebuza reclama mais empenho de Portugal

O Primeiro-Ministro português salientou na sua visita oficial a Moçambique o grande esforço que Portugal está a fazer na vertente económica. José Sócrates salientou três acordos que, em princípio, irão permitir a Portugal reforçar a sua presença na economia moçambicana: a criação do banco lusomoçambicano, o aumento para 400 milhões de euros da linha de crédito concessionada para Moçambique e os projectos de cooperação no âmbito das energias renováveis.

O Presidente de Moçambique, Armando Guebuza, na mesma intervenção, acrescentou ter “a consciência que a aposta portuguesa está a fazer a diferença” e apelou aos empresários portugueses “para se empenharem ainda mais” e assim “criarem bases sólidas de cooperação não só na área económica, mas também em outras”.

Isso mesmo deu conta José Sócrates que salientou que “pela primeira vez se cria um banco luso-moçambicano numa parceria entre a Caixa Geral de Depósitos e o Tesouro moçambicano, juntando forças para financiar os projectos estruturais para o desenvolvimento de Moçambique”. Duplicação O Primeiro-Ministro luso ressaltou também o aumento da linha de crédito de 200 para 400 milhões de euros, acrescentando que “em qualquer momento estamos disponíveis para ir mais além para financiar projectos importantes para Moçambique e para as empresas portuguesas”.

Por fim, José Sócrates afirmou que quer aproveitar o desenvolvimento tecnológico nas energias renováveis e colocá-lo ao serviço de Moçambique: “Fabricamos aerogeradores, torres eólicas, painéis solares, etc. e queremos partilhar com Moçambique estas tecnologias”. Anunciou também que Portugal vai “iniciar pequenos projectos, como por exemplo a construção de pequenas centrais fotovoltáicas para abastecimento de hospitais, escolas e algumas aldeias”.

O Primeiro-Ministro de Portugal iniciou esta quarta- feira uma visita a Moçambique, que durará até sexta-feira, e foi logo de manhã recebido pelo Presidente de Moçambique, Armando Guebuza. Logo após as reuniões ministeriais entre os dois governos, José Sócrates e Armando Guebuza dirigiram-se para a Praça dos Heróis de Moçambique onde Sócrates depôs uma coroa de flores.

Uma cerimónia em que o Primeiro-Ministro português foi recebido efusivamente por moçambicanos a empunharem bandeirinhas de Moçambique e de Portugal. Mais tarde, José Sócrates foi recebido na Assembleia da República onde se reuniu com os partidos com assento parlamentar e com a presidente do Parlamento, Verónica Macamo. Em seguida almoçou com a comunidade portuguesa e depois foi inaugurar o centro de dia “Idosos de Hulene”.

Mais tarde, Sócrates e alguns empresários que o acompanham visitaram o Centro de Formação de Metalomecânica de Maputo, assistiu à formalização da constituição do banco luso-moçambicano. À noite participou num banquete oficial oferecido pelo Presidente de Moçambique, Armando Guebuza.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!