Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Embraer da LAM leva Primeiro- Ministro Português à Tete

O Primeiro-Ministro de Portugal, José Sócrates, desloca-se esta quinta-feira à Província de Tete, no Centro do País, fazendo se transportar na mais moderna aeronave Embraer 190 da LAM – Linhas Aéreas de Moçambique.

Juntamente com José Sócrates, vão a bordo do avião recentemente adquirido pela LAM no Brasil, outros membros do governo e os agentes económicos que integram a delegação portuguesa de visita a Moçambique até sábado próximo.

“O Embraer 190 que orgulha a LAM em tê-lo na sua frota, é uma autêntica arte de tecnologia de ponta e oferece aos passageiros uma das cabines mais espaçosas e relaxantes do mercado” – refere um comunicado da LAM recebido na nossa Redacçao. Refira-se que a aeronave tem a capacidade de transportar 93 passageiros, sendo nove na classe executiva e 84 na classe económica. Os dois Embraer 190 da companhia aérea de bandeira nacional efectuam voos no mercado doméstico e regional especificamente na rota Maputo- Luanda-Maputo.

Entretanto, a visita oficial do Primeiro-Ministro português a Moçambique, que inclui uma importante delegação governamental e empresarial, a convite do Presidente Armando Guebuza, visa o reforço da cooperação bilateral entre os dois estados membros da CPLP. No quadro dessa visita, foi assinado ontem em Maputo um acordo que vai permitir ao banco estatal português – Caixa Geral de Depósitos (CGD) ampliar a sua linha de crédito para Moçambique de 200 para 400 milhões de euros.

Segundo apuramos em Maputo, essa linha de credito é essencialmente dedicada ao financiamento de projectos de investimento em infra-estruturas, assim como em empresas vocacionadas as áreas da Energia, Transportes, Saúde, Educação, Formação de capital humano, bem como no fornecimento de equipamentos e serviços de origem portuguesa. A linha de crédito vai ainda permitir o banco BCI – Banco Comercial e de Investimentos, participado pela CGD e com forte presença em Moçambique, a aumentar o capital social de 13 para 60 milhões de dólares, mantendo, no entanto, a estrutura accionista.

Esta e a segunda vez que José Sócrates realiza visita oficial a Moçambique desde que assumiu o cargo de Primeiro-Ministro de Portugal.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!