Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Presidente do Iêmen sinaliza que deixará cargo em 2013

O presidente do Iêmen, Ali Abdullah Saleh, sinalizou na quarta-feira que deixará o cargo em 2013, ao final do seu atual mandato e após três décadas no poder. A exemplo do que ocorre em outros países árabes, Saleh tem enfrentado grandes manifestações contra o seu regime.

O presidente prometeu que, além de não disputar um novo mandato, não irá transferir o poder para o seu filho, e pediu à oposição que cancele uma grande manifestação convocada para quinta-feira. “Apresento essas concessões no interesse do país. Os interesses do país vêm antes dos nossos interesses pessoais”, disse Saleh, importante aliado dos EUA no combate à Al Qaeda, em pronunciamento a parlamentares e militares. “Nada de prolongamento, nada de herança, nada de acertar os ponteiros”, disse ele, rejeitando assim uma proposta do partido governista para que ele pudesse disputar novos mandatos.

O Iêmen é um dos países mais pobres do mundo árabe, e o descontentamento deve alimentar o “Dia de Fúria” convocado para quinta-feira, tendo como inspiração a rebelião que derrubou o governo da Tunísia no mês passado e que nos últimos dias mobiliza o Egito.

“Peço à oposição que congele todos os protestos e passeatas planejados”, disse Saleh. “Peço à oposição após esta iniciativa que venha e forme um governo de unidade nacional, apesar da maioria do partido governista. Não permitiremos o caos. Não permitiremos a destruição.”

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!