Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Prêmio Nobel da Paz para Obama coroa uma ascensão meteórica

O Prêmio Nobel da Paz foi atribuído esta sexta-feira para surpresa geral ao presidente americano Barack Obama, o primeiro negro a ocupar a Casa Branca, onde optou por uma política internacional de aproximação mais consensual e multilateral. “Enquanto presidente, Obama gerou um novo clima na política internacional”, declarou o presidente do Comitê Nobel norueguês, Thorbjoern Jagland, destacando sua busca por soluções negociadas.

Na presidência há menos de nove meses, Obama se declarou honrado com o prêmio, segundo palavras usadas por um funcionário de seu gabinete. O comitê disse ter dado uma importância particular à posição do presidente americano pelo fim das armas nucleares. No mês passado, na ONU, o homem mais poderoso do planeta disse “que jamais devemos deter nossos esforços antes de ver o dia em que as armas nucleares terão sido eliminados da face da terra”.

Desde que assumiu o poder, Obama, 48 anos, estendeu pontes entre seu país e o mundo muçulmano após anos de tensões ligadas aos atentados de 11 de setembro e à guerra contra o terrorismo subsequente. “O ciclo de desconfiança e de discórdia deve acabar”, disse, em junho, em discurso na Universidade do Cairo. A primeira reação do Irã, que se opõe ás potências ocidentais sobre seu programa nuclear, foi imediata. “Esperamos que isso o motive a adotar o caminho que garantirá justiça no mundo”, declarou um conselheiro do presidente Mahmud Ahmadinejad.

Algumas pessoas como o polonês Lech Walesa, ele mesmo premiado em 1983, consideraram este prêmio prematuro, por falta de uma atitude concreta do presidente americano. “Diversas vezes tentamos dar o prêmio para encorajar o que inúmeras personalidades tentam fazer”, respondeu Jagland, citando o chanceler do oeste da Alemanha Willy Brandt (1971) por sua Ostpolitik ou o dirigente soviético Mikhail Gorbatchev (1990) antes do fim da guerra fria. Jagland também ressaltou o comprometimento do do 44º presidente americano na luta contra a mudança climática, após anos de relativa inércia sob o reinado de George W. Bush.

O Nobel será entregue em 10 de dezembro, uma data que coincide com a conferência internacional sobre o clima de Copenhague. “Espero que isso seja uma motivação para ele para se comprometer fortemente em Copenhague”, declarou À AFP Yvo de Boer, mais alto responsável do clima nas Nações Unidas. Além disso, Obama se comprometeu também a fechar a prisão de Guantanamo, apesar de a Casa Branca parecer ter renunciado à data limite de janeiro de 2010, inicialmente fixada.

Mas nem tudo são flores. Se ele conseguir coemçar a liberar algumas tropas no Iraque, Barack Obama ainda encontra dificuldades no Afeganistão. “O conflito no Afeganistão envolve a todos nós. Não é somente da responsabilidade de Barack Obama. Mas esperamos que esta melhora no ambiente internacional possa resolver o conflito”, declarou Jagland à AFP.

Obama é o terceiro alto responsável democrata americana a receber o Nobel no espaço nos últimos anos, depois de Jimmy Carter em 2002 e Al Gore em 2007. O prêmio inclui uma medalha, um diploma e um cheque de 10 milhões de coroas suecas (quase um milhão de euros).

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!