Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Premier League: com golo de Aguero, City bate United no clássico de Manchester

O Manchester City conseguiu na noite desta Segunda-feira (8) uma justa vitória no terreno do rival United, 2-1, um resultado que coloca os visitantes mais folgados no segundo lugar do campeonato inglês de futebol, com 65 pontos, mais sete do que Tottenham e Chelsea, os clubes que estão logo a seguir. O primeiro lugar, na posse do Manchester United, está agora um pouco mais perto, mas ainda a 12 pontos, com sete jogos por disputar.

O Manchester City, campeão inglês, dominou o jogo e remeteu os “red devils” a uma estratégia de contra-ataque, que teve pouco sucesso, denotando alguma falta de empenho na luta pelo resultado, com o título praticamente reconquistado e a carreira na “Champions” travada pelo Real Madrid.

Entrado no jogo ao minuto 71, o internacional argentino Kun Aguero marcou o golo da vitória dos “azuis”, aos 79 minutos, com uma grande arrancada, pela zona central do adversário, “passando em revista” a defesa contrária antes de desfeitear De Gea. Aguero rendeu Nasri, que também merece “nota mais” no jogo, pela forma como construiu a jogada do primeiro golo, ainda com 51 minutos no marcador e finalizado por Milner, que beneficiou de uma tabela que “traiu” De Gea.

Ao primeiro golo dos pupilos de Roberto Mancini respondeu o líder do campeonato aos 59 minutos, numa jogada de profunda infelicidade de Kompany, que fez auto-golo: Van Persie cobrou um livre e Hart conseguiu cabecear na área, sem direção para golo mas a bola bateu nas costas do defesa belga e entrou mesmo.

Quase no final, os jogadores das duas equipas entraram num “sururu” pouco habitual em Inglaterra, com os homens do City a acusar os da equipa adversária de falta de “fair-play”, por terem continuado o jogo com Da Silva no chão, lesionado.

O Manchester City, com dois empates e duas derrotas nos últimos sete jogos, deu hoje um passo importante para assegurar o estatuto de vice-campeão, ao mesmo tempo que confirma a recente tendência para “passar com distinção” em Old Trafford – na última época, foram 6-1.

Quanto ao United, parece estar já a pensar no fim da época, não rendendo o que conseguia ainda há alguns meses. Por exemplo, o holandês Van Persie, o melhor marcador da equipa, não “fatura” há dez jogos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!