Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Prédio desaba como “castelo de cartas” e deixa 39 mortos em Mumbai

Pelo menos 39 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas no desmoronamento de um prédio semi-construído, de forma ilegal, que caiu em segundos “como um castelo de cartas” na periferia do centro financeiro de Mumbai, na Índia, disseram as autoridades e testemunhas.

As equipes de resgate usando guindastes e escavadeiras procuravam por sobreviventes nos destroços de aço e concreto, esta Sexta-feira (5), depois de o edifício de sete andares ter desabado na noite da Quinta-feira. Os moradores disseram que os trabalhadores que pagavam aluguer de cerca de 5 dólares por dia viviam no local.

A escassez de moradias baratas na terceira maior economia da Ásia levou a um aumento das construções ilegais por empreiteiras que usam materiais de má qualidade e métodos precários, a fim de oferecer baixíssimos alugueis a trabalhadores com baixos salários. “O prédio ruiu como um castelo de cartas em três ou quatro segundos”, disse Ramlal, um residente local.

“Apenas inclinou um pouco e caiu”, disse ele. O edifício, que estava numa área de floresta na cidade de Thane, tinha sido feito com materiais fracos e sem as devidas aprovações, disse Sandeep Malvi, um porta-voz da Autoridade de Licenciamento da Corporação Municipal de Thane.

Ele disse que 39 pessoas morreram e 69 ficaram feridas. A mídia indiana citou relatos de autoridades a dar um número maior de mortes. As equipes de resgate retiraram uma criança com vida dos escombros, utilizando britadeiras e outros equipamentos para cortar metal e concreto na busca de sobreviventes.

A polícia disse estar a procurar os construtores, que seriam acusados de homicídio culposo pelo desastre. “As construções não autorizadas são uma consequência da indisponibilidade de habitação a preços acessíveis”, disse Lalit Kumar Jain, presidente da Confederação de Desenvolvedores de Imóveis da Índia.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!