Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Preço do trigo poderá baixar

O preço do trigo na região norte, incluindo a província da Zambézia, no centro do país, deverá registar um ligeiro abrandamento a partir do último trimestre do corrente ano, com reflexos no custo do pão.

O facto ficará a dever-se ao aumento da disponibilidade de farinha de trigo no mercado desta região, que será concretizada quando a moageira, neste momento em montagem, em Nacala-Porto, arrancar com a farinação. A unidade tem capacidade para processar cerca de 500 toneladas diárias de trigo.

Agostinho Sunzuane, responsável na Bakhresa Grain Miling, empresa de capitais estrangeiros, disse que o projecto, que contempla a aquisição da unidade moageira e a construção do edifício para a sua montagem, vai consumir um montante estimado em 30,4 milhões de dólares norte americanos.

Numa primeira fase, a indústria vai processar cerca de 250 toneladas diárias de trigo, medida que, de acordo com Sunzuane, tem como finalidade responder gradualmente às necessidades do mercado, tendo em conta que a Bakhresa Grain Miling não é a única fornecedora daquele matériaprima para a produção de pão, entre outros alimentos.

Contactos com os maiores produtores mundiais de trigo, nomeadamente Rússia, Austrália e Alemanha já iniciaram por forma que a Bakhresa, que vai empregar um total de 115 trabalhadores, possa assegurar os volumes do cereal para o funcionamento normal da unidade fabril, de acordo com a fonte.

A província de Nampula garante o abastecimento de trigo às vizinhas de Cabo Delgado, Niassa e Zambézia, e as quantidades recebidas, a partir do porto de Nacala, estão estimadas em 200 mil toneladas, quantidade assegurada pela Bakhresa para colocação no mercado.

De acordo com Joaquim Alves, responsável do departamento de indústria na direcção provincial da Indústria e Comercio em Nampula, este é um sinal que indicia o recuo nos próximos tempos do preço do trigo, que varia, actualmente, entre 1.050 e 1.200 meticais o saco de 50 quilogramas, devido ao aumento da disponibilidade que gera concorrência no mercado.

Acrescentou que a produção da Bakhresa Grain Miling vai dominar a preferência por parte dos compradores porquanto se espera que o seu preço seja inferior ao praticado pelos restantes comerciantes pelo facto de gozar de benefícios fiscais previstos na lei que cria a Zona Económica Especial de Nacala.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!