Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Preço do milho nacional em queda

O preço do milho nacional tem vindo a perder cotação no mercado interno moçambicano, desde a última quinzena de Fevereiro, devido aos sucessos registados na produção deste cereal em alguns distritos considerados maiores produtores no país, com destaque para o distrito de Milange, província da Zambézia.

Com efeito, informações do Ministério da Agricultura (MINAG), referem que nos mercados do distrito de Milange, província da Zambézia, 50 quilogramas de milho nacional que até primeira metade de Fevereiro último custavam 750 meticais e o quilograma 15 meticais, compra-se desde a última quinzena do mesmo mês, a 280 meticais, significando que o quilograma passou a custar cinco meticais e sessenta centavos.

Fontes do MINAG, indicam que em alguns centros de produção deste cereal no país, o preço chegou a baixar para quatro meticais, factor que está a contribuir para uma corrida acentuada de comerciantes nacionais e estrangeiros para Milange afim de adquirir o produto.

“Neste momento verifica-se grande número de comerciantes nacionais oriundos de vários distritos dentre eles Mocuba, Maganja da Costa, Namacurra e ainda dos países vizinhos com destaque para malawianos que se deslocam a Milange à procura de milho devido ao preço aliciante oferecido pelos fornecedores” frisaram as fontes.

O milho registou maior queda nas zonas comerciais da cidade de Manica em 21%, passando o consumidor a comprar o cereal a 12,57 Mts/ Kg, e da vila de Alto Molócuè em 20%, onde o consumidor passou a pagar 11,43 meticais pela mesma quantidade de milho.

As mesmas fontes salientaram que os mercados das Vilas de Nhamatanda e Gorongosa, província de Sofala, registaram quedas de preços na ordem de 13% e 8%, respectivamente, enquanto que a cidade de Mocuba, na Zambézia, apresenta cenário diferente tendo registado uma subida de preço na ordem dos 23%, chegando a atingir os 8,42 meticais o quilograma.

Esta situação segundo as fontes, está relacionada às chuvas torrenciais que se fizeram sentir naquele ponto do país, o que dificulta a oferta normal As fontes avançam que, o preço do produto.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!