Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Preço de alumínio aumenta 11,5% no mercado externo

Um cenário que favorece muito a multinacional moçambicano-sul-africana MOZAL, que até Setembro de 2009 tinha perdido receitas correspondentes a 47,3%, o alumínio voltou a aumentar de preço no mercado externo em 11,5%, entre Dezembro último e primeiros dois meses de 2010, contra o decréscimo anterior de 4,8%.

Igualmente, no período em alusão, evoluíram positivamente os preços médios do açúcar, em 9,4%, e algodão (7%), parte das principais mercadorias mais exportadas por Moçambique, de acordo com o Banco de Moçambique (BM).

Cenário contrário registou- se relativamente a alguns produtos importados, tendo o do milho caído em 4,1%, trigo em 2,3% e o petróleo em bruto (Brent) em 2,8%, segundo a mesma fonte, ajuntando que, no dia 12 de Fevereiro de 2010, o preço do barril do petróleo Brent estava a 71,94 dólares norte-americanos.

Frisa-se que até Setembro último as exportações totais de bens tinham reduzido em 37,2%, para 1,285 milhão de dólares norteamericanos, devido à queda das exportações dos grandes projectos, grupo onde figura a MOZAL, bem como dos restantes sectores económicos, em 33%, para 388,3 milhões de dólares.

Já as importações caíram, de Janeiro a Setembro de 2009, em 18,3%, para 2165,9 milhões de dólares, resultando da queda das importações de bens de consumo, em 11,3%, de matérias-primas e bens intermédios em 44% e das importações realizadas pelas grandes empresas do Investimento Directo Estrangeiro (IDE), em 36,9%

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!