Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Portugueses prospectam oportunidades de investimento

Trinta empresários portugueses encontram-se de visita a Moçambique a busca de oportunidades de negócios nos sectores de infraestruturas dos transportes.

Os empresários estão integrados na comitiva do Ministro português das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, António Mendonça, que se encontra no país desde a última sexta-feira.

A delegação empresarial reuniu-se hoje, em Maputo, com representantes de instituições e homens de negócio moçambicanos, num seminário sobre oportunidades de investimentos em infra-estruturas.

Das várias apresentações feitas, os empresário portugueses ficaram a saber que em Moçambique há oportunidades de investimento nos parques industriais de Moatize (Tete), Mocuba (Zambézia) e Dondo (Sofala), bem como na Matola, nos Parques de Ciência e Tecnologia de Maluana e no porto de Ponta Dobela, no sul do país. Existem ainda oportunidades no vale ecológicas de África e do mundo.

Segundo o Director Geral do Centro para a Promoção de Investimentos (CPI), Lourenço Sambo, existem igualmente, oportunidades de investimento na Zona Económica Especial de Nacala, em Nampula, numa área de 50 hectares para o desenvolvimento de um parque industrial.

Também existem oportunidades no sector aéreo que já foi liberalizado, havendo espaço para novos operadores. Nos transportes ferroviários, atenção vai para as saídas e entradas de e para as cidades moçambicanas, que se encontram congestionadas, visto que as mesmas não estão preparadas para o actual volume de tráfego.

Nos transportes marítimos, o Governo pretende ver os portos nacionais desenvolvidos e melhor aproveitados. No que refere aos transportes ferroviários, a demanda dos investimentos e’ maior devido aos projectos de carvão em desenvolvimento na província de Tete.

Aqui, o desafio é explorar as capacidades dos sistemas ferroviários para responderem do Zambeze, no centro do país, que possui uma das maiores potencialidades agroa demandada no país e da região, bem como desenvolver uma indústria de produção de vagões.

Durante o encontro, o ministro moçambicano dos transportes e comunicações, Paulo Zucula disse que o objectivo do governo é dinamizar o sector dos transportes e de infra-estruturas para melhor responder aos desafios e exigências que se colocam neste sector.

“O sector de infra-estruturas e de transportes é vital para o desenvolvimento de qualquer economia, pois constitui um elemento dinamizador dos vários agentes de produção e consumo” defendeu.

O ministro acrescentou que “com este encontro, é nossa expectativa dinamizar o sector de transportes e infra-estruturas nos nossos países para que possa responder com mais eficácia às exigências e desafios que se colocam neste ramo. Esperamos que este seminário seja coroado de sucessos e que as conclusões daqui resultantes nos levem a consensos e recomendações que possa induzir à melhoria de prestação de serviços nos nossos países”.

Por seu turno, o ministro português disse que as 30 empresas representadas nesta visita têm experiência comprovada, sendo que algumas já se encontram a operar em Moçambique e pretendem lançar novas bases para os seus negócios.

Na ocasião, Mendonça frisou que as firmas portuguesas querem disponibilizar as suas competências para responder as necessidades de desenvolvimento de Moçambique.

“Queremos que as actividades das empresas portuguesas ajudem a desenvolver competências em Moçambique. Que as parcerias se desenvolvam numa base de igualdade e interesse mútuo” defendeu, apelando para que os homens de negócio lusos contribuam para que se passe para uma fase de cooperação mais desenvolvida entre os dois países.

Portugal ocupa o segundo lugar na lista dos 10 países com maior volume de investimentos em Moçambique. Em tempos já ocupou o primeiro lugar. A maior parte dos investimentos portugueses está no sector de hotelaria e turismo, infra-estruturas, florestas, entre outros.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!