Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Polícia revista casas de opositores de Putin antes do protesto

A polícia russa vasculhou casas de proeminentes líderes da oposição ao presidente Vladimir Putin, esta Segunda-feira, num aviso claro de que ele está a perder a paciência com os dissidentes, um dia antes de uma manifestação que pode atrair dezenas de milhares de pessoas que contestam o governo.

As buscas, que a polícia realizou nos apartamentos de líderes da oposição no início da manhã, são um novo sinal de que Putin está a mudar para tácitas mais agressivas a fim de reprimir protestos, conforme inicia um mandato de seis anos.

Putin assinou uma lei, Sexta-feira, que aumentou as multas por violações a ordem pública em manifestações de rua, ignorando os avisos do seu Conselho de Direitos Humanos de que era inconstitucional.

Os opositores de Putin disseram que a lei foi uma tentativa de silenciar a dissidência. A principal agência de investigação da Rússia informou que planeia realizar cerca de 10 buscas relacionadas a uma investigação criminal sobre violência contra a polícia em um protesto realizado em Moscovo na véspera da posse de Putin, a 7 de Maio.

Os líderes da oposição Alexei Navalny e Sergei Udaltsov estão entre aqueles cujos apartamentos em Moscovo foram vasculhados, informou o Comité Federal de Investigação no seu site.

A apresentadora de TV Ksenia Sobchak e o ex-vice-primeiro-ministro Boris Nemtsov também estão entre os alvos, disseram os activistas.

“Há uma busca que está a acontecer na minha casa”, disse no Twitter Navalny, um blogueiro anti-corrupção e um dos organizadores dos protestos desencadeados por denúncias de fraude nas eleições parlamentares de Dezembro, a qual o partido de Putin ganhou.

“Eles praticamente arrancaram a porta”, escreveu, e mais tarde acrescentou que a polícia havia confiscado os bens electrónicos da sua casa, “incluindo discos com fotos das crianças”.

Os activistas da oposição prometeram continuar com os planos para o protesto. “Estas medidas repressivas insanas são para assustar as pessoas”, afirmou o activista Sergei Davidis em Ekho Moskvy, acrescentando que os protestos continuarão como o planeado.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!