Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Polícia procura arrancar o último recurso ao povo

A Polícia de Transito que controla o comportamento dos automobilistas na Cidade de Maputo, decidiu, na manhã desta quarta-feira, impedir a circulação de camiões que antes foram autorizados a reforçar os transportes semi-colectivos de passageiros por causa da crise de transportes que se regista nos últimos tempos.

A situação deu-se na rota Saul, onde os transportadores trilham para Baixa da Cidade (Anjo Voador), Bairro Central (Museu) e Xipamanine quando os camionistas metiam-se na Estrada para socorrerem o público sujeito a aguardar horas intermináveis nas paragens.

Polícia mede forças com o povo

Enquanto a polícia procurava travar a actividade dos camionistas, o povo cansado de aguardar nas paragens enchia os camiões parados, agredindo oralmente a polícia e ameaçando lançar pedras, facto que levou a polícia a desistir da decisão, mas prometendo que tudo será feito para parar a circulação dos camionistas com passageiros.

Enquanto que em alguns pontos da referida rota, a polícia proibia o transporte de passageiros por camiões, noutros pontos da mesma rota a polícia avisava simplesmente que a partir da próxima Segunda-feira os camiões devem deixar de transporter passageiros.

Determinado a fazer tudo o que for necessário, o povo diz que tal decisão não vai funcionar enquanto não se criar condições para transporte em massa de passageiros que procuram chegar a tempo nos vários destinos onde fazem o seu dia a dia.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!