Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Policia alveja dois presumíveis assaltantes

A Polícia da República de Moçambique (PRM) deteve, na cidade de Maputo, a capital moçambicana, seis supostos assaltantes a mão armada.

Na ocasião, as forças da lei e ordem balearam gravemente dois dos elementos do grupo que estava munido de uma arma de fogo do tipo pistola.

Os indivíduos foram atingidos quando o grupo, constituído por seis jovens, de idades que variam entre 18 e 22 anos, se fazendo transportar numa viatura de marca TOYOTA SPRINTER, encetou uma fuga precipitada ao aperceber-se da presença da polícia.

Um comunicado do Comando Geral da Polícia, sobre a situação criminal semanal no país, recebido pela AIM, refere que, durante a perseguição, a polícia disparou ferindo gravemente dois dos ocupantes da viatura que neste momento estão sob cuidados médicos no Hospital Central de Maputo (HCM).

O documento que faz o faz o resumo dos acontecimentos criminais da semana de 9 a 15 de mês em curso, revela que durante o período em análise foi detido, na Cidade da Matola, N. Langa, de 21 anos de idade, e mantidos sob custódia policial W. Pedro, de 17 anos de idade e D. Diamantino, de 16, por posse ilegal de arma do tipo pistola.

Na Cidade de Maputo, foi detido N. Langa também de 21 anos de idade, depois de ter sido encontrado em flagrante a tentar vender uma arma do tipo pistola.

Em termos gerais, a polícia destaca que durante a semana em apreço foram registadas 157 ocorrências de natureza criminal contra 193 de igual período de 2010 o que reflecte uma redução de 36 casos.

Deste total de casos 126 foram esclarecidos e os restantes continuam em processo de investigação. Em conexão com os 157 casos registados, 154 indivíduos foram indiciados da prática de diversos crimes sendo, 103 contra propriedades, 48 contra pessoas e três contra a ordem e tranquilidade públicas.

“Durante a semana foram capturados dois imigrantes ilegais de nacionalidade queniana”, destaca o documento. Foram igualmente detidos 790 violadores de fronteira, dos quais 376 moçambicanos, 268 malawianos, 116 zimbabweanos, 14 zambianos e 16 tanzanianos e repatriados 178 moçambicanos da República da África do Sul.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!