Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Pio Matos diz que Quelimane abraçou o caminho da salvação

O antigo presidente do Conselho Municipal da cidade de Quelimane, Pio Matos, afirma que o seu sucessor, Manuel de Araújo, é a pessoa certa e com capacidade para salvar os munícipes daquela urbe.

Pio Augusto Matos fez este pronunciamento em entrevista ao @Verdade no âmbito das comemorações do 71º aniversário de elevação de Quelimane à categoria de cidade, que ontem (21 de Agosto) se assinalou. O antigo edil de Quelimane caracterizou o período de 2011 a 2012 como sendo a era de grandes avanços e progressos naquela autarquia.

Sublinhou que a participação activa da população em várias frentes, quer política bem como social, serviu e continua a servir de suporte para garantir o futuro das gerações vindouras. Acrescentou que Quelimane está em boas mãos rumo ao progresso.

O então distrito que herdou do passado colonial uma estrutura administrativa centralizada, a vila São Martinho passou a sustentar o nome de Quelimane no dia 21 de Agosto de 1942. Lá se vão 71 anos que a actual Quelimane foi elevada à categoria de cidade.

Os desafios que hoje se impõem estão ligados à componente de melhoramento das vias de acesso, rede de fornecimento da corrente eléctrica a nível dos bairros suburbanos, expansão da água e a construção de infra-estruturas básicas sociais como escolas, hospitais no sentido de levar os serviços cada vez mais próximo ao cidadão.

Governador fala de unidade nacional

No seu discurso, o governador da província, Joaquim Veríssimo desafiou aos munícipes a preservar a paz e a unidade nacional, principais factores que concorrem para o progresso do país a vários níveis.

Por seu turno, o presidente da Assembleia Municipal, Afonso João, pediu aos governantes a não pouparem os esforços para melhorar a vida da população.

Já o actual edil, Manuel de Araújo, precisou sem, no entanto, entrar em detalhes que a autarquia registou um crescimento significativo partindo da própria instituição até aos postos administrativos urbanos. Considerou que celebrar 71 anos significa, por outro lado, igualdade social para todos quelimanenses que, no seu dia-a-dia, estão engajados nos desafios de luta contra a pobreza rumo ao crescimento económico e sustentável.

De referir que as cerimónias dos 71 anos de elevação de Quelimane à categoria de cidade foram marcadas por várias actividades desde a marcha pelas artérias da urbe até a praça dos Heróis de Libertação Nacional onde decorreu a tradicional cerimónia de deposição de uma coroa de flores. A mesma culminou com a realização de um comício popular.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!