Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Petróleo fica estável em NY, mas cai abaixo de US$ 74 em Londres

Os preços do petróleo estabilizaram-se abaixo dos 70 dólares esta quarta-feira em Nova York, depois de cair para seu menor nível em quase oito meses, em uma sessão muito volátil afetada pelo euro. O mercado londrino, no entanto, teve baixa, fechando em menos de 74 dólares.

No New York Mercantile Exchange (Nymex), o barril de West Texas Intermediate (designação de “light sweet crude” negociado nos EUA) para entrega em junho fechou em 69,87 dólares, em alta de 46 centavos em relação à terça-feira. Antes, tinha baixado até os 67,90 dólares, seu nível mais baixo desde o final de setembro passado, cerca de 18 dólares abaixo de seu teto do início do mês. No InterContinentalExchange de Londres, o barril de Brent do Mar do Norte para entrega em julho perdeu 74 centavos, para 73,69 dólares.

O mercado de petróleo “foi influenciado, em primeiro lugar, pelo mercado de câmbio”, observou Ellis Eckland, analista independente. Os preços começaram o dia no vermelho, depois da queda do euro a seu piso em quatro anos, abaixo do 1,22 dólar. Mas a moeda europeia logo se recuperou e os preços do petróleo oscilaram perto do equilíbrio no restante do dia.

A recuperação no fechamento foi, no entanto, limitada em relação à alta do euro, para cerca de 1,24 dólar. “Isso provavelmente ocorreu porque os operadores não acreditam na recuperação da moeda”, afirma Ellis Eckland. “Há grande ceticismo sobre se o euro realmente irá se recuperar”, completou. Segundo o analista, os dados semanais do Departamento de Energia americano sobre as reservas de petróleo dos Estados Unidos foram “mistos”.

Por um lado, os estoques de petróleo aumentaram menos que o previsto na semana passada (200.000 barris) e os de produtos destilados (diesel e combustível para calefação) registraram uma surpreendente queda de 1 milhão de barris, o que deverá sustentar os preços. Mas os estoques de gasolina diminuíram menos que o esperado (300.000 barris). Essas reservas são seguidas de perto pelos analistas com a chegada do verão no Hemisfério Norte, período de longas viagens de automóvel nos Estados Unidos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!