Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Petróleo cai em Londres e NY com dados decepcionantes nos EUA

Os preços do petróleo caíram esta quinta-feira em Londres e Nova York, afetados pelo inesperado aumento do número de desempregados nos Estados Unidos na semana passada, o que esfriou as esperanças de uma retomada da demanda no país.

No New York Mercantile Exchange (Nymex), o barril de West Texas Intermediate (designação de “light sweet crude” negociado nos EUA) para entrega em maio fechou em 85,39 dólares, queda de 49 centavos na comparação com o fechamento da quarta-feira. No InterContinentalExchange de Londres, o barril de Brent do Mar do Norte com igual vencimento baixou 78 centavos, para 84,81 dólares. As novas solicitações de seguro-desemprego aumentaram na semana passada nos Estados Unidos, quando os analistas esperavam uma queda. “Isso não agradou o mercado”, comentou John Kilduff, da Round Earth Capital.

“O entusiasmo observado recentemente (no mercado de petróleo) foi resultado da melhora do mercado de trabalho nos Estados Unidos”, lembrou. O barril de petróleo texano tinha superado os 87 dólares na terça-feira, pela primeira vez desde outubro de 2008, graças ao impulso dado na semana passada pelos dados mensais de emprego nos Estados Unidos, os melhores em três anos.

O mercado tinha visto nesse fato um novo sinal de recuperação, que permitia pensar que a demanda pelo combustível poderia recuperar-se de forma significativa nos próximos meses. Segundo o analista independente Ellis Eckland, os preços continuam afetados também pelos dados divulgados na quarta-feira pelo Departamento de Energia americano, que destacaram a décima semana de alta das reservas de petróleo no país. Essas cifras estimularam a queda dos preços, disse.

“Se for considerado o conjunto dos produtos petrolíferos, os estoques aumentaram em 7 milhões de barris. A demanda é fraca na América do Norte, apesar da recuperação econômica, e a oferta aumenta de forma surpreendente. A Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) envia mais petróleo ao mercado”.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!