Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Petrobras Biodiesel vai construir usina de etanol em Moçambique

Uma usina de produção de etanol será construída pela Petrobras Biocombustível (PBio) em Moçambique. Segundo o presidente da PBio, Miguel Rossetto, ela vai atender exclusivamente o mercado interno do país africano. Ele não revelou o volume de investimento necessário para o empreendimento, mas disse que a iniciativa não tem como finalidade atender a questões geopolíticas do governo federal.

“A Petrobras é uma empresa que responde por seus investimentos e todos os nossos empreendimentos objectivam o retorno e o lucro em relação ao capital aplicado. Nós só investimos em projectos que assegurem a rentabilidade esperada”.

O presidente da PBio informou que a Petrobras já tem uma usina em rani, para a produção de açúcar. Segundo Rossetto, como o governo moçambicano disciplinou o uso do etanol a partir de 2012, a Petrobras decidiu avaliar a construção da usina para atender ao mercado local.

“Eles vão iniciar com o E-10 [10% de adição de etanol á gasolina]. Moçambique é um país pobre que importa todos os derivados que consome. Então, nós estamos avaliando a construção da usina de etanol para atender ao mercado local. O empreendimento deverá se concretizar em 2012 por meio da Guarani”, afirmou.

Petrobras Biocombustível planeja liderar produção de etanol em 2015

A Petrobras Biocombustível investirá US$ 2,5 bilhões para chegar em 2015 produzindo 5,6 bilhões de litros de etanol, um crescimento de 273% em relação aos 1,5 bilhão litros que serão produzidos em 2011.

A informação foi dada pelo presidente da subsidiária, Miguel Rossetto, que detalhou esta quinta-feira o Plano de Negócios 2011-2015, que prevê investimentos de US$ 4,1 bilhões nos próximos cinco anos.

Rossetto explicou que a Petrobras Biocombustíveis já havia investido US$ 600 milhões no ano passado para aumentar a produção de álcool da subsidiária e que, somente para a área de produção de etanol, a empresa investirá mais US$ 1,9 bilhões para chegar a 2015 com 12% de participação de mercado.

Contabilizado o valor de US$ 1,3 bilhão que será investido em logística do etanol para escoar a produção, a subsidiária vai destinar ao sector do etanol 79% do investimento previsto para os próximos cinco anos.

“A prioridade é o aumento da produção de etanol para atender ao mercado interno e dar ao consumidor brasileiro preço e produto de boa qualidade. A meta é chegar, com os sócios, a um volume de 5,6 bilhões de litros ao final de 2015, garantindo os 12% de participação no mercado nacional, assumindo, possivelmente, a liderança no mercado interno”, afirmou Miguel Rossetto.

Rossetto informou, ainda, que a PBio destinará 70% do total de investimento em etanol para a execução de novos projectos e 30% para aquisição total ou parcial de empreendimento já existentes.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!