Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Pescas/Zambézia alcança 51 por cento da meta planificada

A Direcção Provincial das Pescas da Zambézia, centro de Moçambique, alcançou 51 por cento da meta planificada para o ano de 2010, que era de 41 mil toneladas de pescado capturado nas suas águas, não obstante a persistência de dificuldades na recolha de informação exacta.

O indicador, segundo o director provincial das pescas, Arsílio Madede, constitui um incremento nos esforços que a província está a envidar visando de melhorar quantitativa e qualitativamente o contributo da Zambézia, no âmbito da actividade pesqueira no país.

A recolha de informação, segundo Madede, continua a constituir uma séria preocupação porque a direcção não dispõe de meios materiais e humanos, em número suficiente para uma monitoria eficaz nos 200 centros de pesca e, por conseguinte, fiscaliza apenas 71 centros.

“A captação de dados ainda não eficaz e o que temos feito é baseado em amostras”, disse o director provincial, acrescentando que existem, na Zambézia, distritos que ainda não levam a sério a questão da estatística.

Alguns distritos, segundo o director, evocam uma alegada falta de financiamento, mas mesmo para ter mais apoios financeiros é preciso garantir a existência de uma base informativa sólida e sustentável.

Arsílio Madede disse, por outro lado, haver um crescente uso de artes nocivas na pesca traduzido no emprego de redes mosquiteiras, sacos de mercadorias e plásticos para a captura do pescado.

Aliás, o lema das celebrações da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) “Uma Pesca Responsável Contribuindo para a Segurança Alimentar” visava, entre outros objectivos, travar a tendência de uso das artes nocivas que destroem os ecossistemas marinhos, que salvaguardam a existência das espécies.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!