Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Pesca ilegal causa prejuízos de perto de USD70 milhões

Moçambique perdeu aproximadamente 67 milhões de dólares norte-americanos em 2012, devido à pesca ilegal, basicamente de camarão e atum, feita por embarcações estrangeiras dentro das águas territoriais moçambicanas, particularmente, nas baías de Maputo e Sofala.

No período em alusão foram capturadas em Moçambique perto de 20 mil toneladas de atum e quantidades não estimadas de camarão exportadas também ilegalmente, indica fonte competente da Direcção Nacional de Fiscalização do Ministério das Pescas.

A mesma fonte refere ainda que em 2008 foi confiscada uma embarcação espanhola surpreendida a pescar atum ilegalmente na costa moçambicana, tendo sido multada no valor de 11,3 milhões de meticais.

Para minimizar a situação, aquele departamento governamental está, a partir do presente ano de 2013, a intensificar acções de fisca- lização contra a pesca ilegal de diversos mariscos em Moçambique e apostar numa política de exploração sustentável, protecção e conserva- ção dos recursos pesqueiros, para além de garantir o cumprimento dos regulamentos do sector de pescas por parte dos operadores licenciados.

Refira-se que Moçambique gasta, em média anual, cerca de 70 milhões de meticais em acções de fiscalização marítima contra a pesca ilegal, nível tido como baixo em relação à média anual dos restantes países membros da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), de aproximadamente 88,7 milhões de meticais.

Para colmatar os custos de fiscalização, Moçambique está a realizar operações conjuntas de patrulhamento regular com África do Sul, Madagáscar e Ilhas Seycheles, segundo explicou ao Correio da manhã Manuel Castiano, director nacional da área de Fiscalização do Ministério das Pescas.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!