Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Pergunta a Tina: estou passando por um problema de erecção

Pergunta a Tina: sexo oral prejudica a saúde ou não?

Sou um jovem de 19 anos, e estou passando por um problema de erecção. Sou muito reservado, tive a minha primeira relação sexual com os meus 18 anos (2016), por aí Janeiro, estava tudo bem em Fevereiro, Março. Mas a relação com a jovem terminou, e eu segui em frente, não me preocupei com uma namorada. E em Janeiro deste ano tive outra namorada, e na primeira relação comecei bem, mas minutinhos depois o pénis ficou flácido, sem ter enjaulado até. Mas depois voltei a atingir a ereção, mas também não durou. Com essa namorada aconteceu duas vezes até que a relação fosse a cabo. E fiquei um tempão sem manter relações sexuais, voltei a ter no mês passado, e em poucos minutos aconteceu mesma coisa.

O que está a acontecer contigo é algo que acontece a muitos jovens, especialmente quando ainda têm pouca experiência sexual. Não se trata de uma doença. Normalmente, são causas psicológicas que estão na base disso. O jovem está tenso, ansioso, preocupado em ter um bom desempenho sexual. E, se continuar a insistir, com insucessos repetidos, a situação tende a agravar-se, pois mesmo antes da relação, já está com medo de voltar a “falhar”. A frustração originada por cada novo insucesso só vai piorar a situação.

A actividade sexual é comandada pelo cérebro. Então, se a preocupação central do jovem quando faz sexo é o seu desempenho sexual, o cérebro fica concentrado nessa preocupação, “ignorando” o sexo propriamente dito. Portanto, na prática, o teu problema é simplesmente uma questão de postura perante o sexo. Quando vais transar com uma parceira, a tua preocupação central é obter uma erecção. Não precisa ser assim. Quando uma mulher faz sexo não está preocupada com a erecção do homem. O que uma mulher gosta é de carícias, ternura e afecto, traduzido em beijos, abraços, massagens, manipulações, etc., aquilo a que se costuma chamar de preliminares. Desta forma, mesmo sem erecção, podes proporcionar imenso prazer a uma mulher, ao ponto de ela atingir um ou mais orgasmos.

Portanto, o que precisas é concentrar-te nos preliminares, esquecendo a erecção. Verás que, com esta nova atitude perante o sexo, de uma forma descontraída e sem pressas, a erecção vai acabar por surgir espontaneamente. Há quem diga que os preliminares devem durar pelo menos 10 minutos, mas poderás prolongá-los durante mais tempo, o tempo todo que queiras, mesmo sem erecção. Acredita que a tua parceira agradece…. Relaxa, e boa sorte!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!