Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Passos Coelho escreve carta a Armando Guebuza

O Primeiro-Ministro de Portugal, Passos Coelho, escreveu uma carta ao Presidente da República de Moçambique, Armando Guebuza, propondo uma solução para o impasse em que na recente cimeira luso-moçambicana caiu o assunto da alienação de parte da participação portuguesa, 15%, na HCB-Hidroeléctrica de Cahora Bassa.

Uma reputada publicação portuguesa revela que a proposta de Passos Coelho foi objecto de uma carta que Miguel Relvas, ministro adjunto e dos Assuntos Parlamentares, entregou pessoalmente, passada Segunda-feira, a Armando Guebuza, em Maputo.

Na cimeira luso-moçambicana, em Lisboa, na qual Armando Guebuza participou, Passos Coelho declinou à última hora uma proposta de Moçambique, que fixava em 40 milhões de euros o montante a pagar pela participação portuguesa.

A África Monitor Intelligence refere que a recusa dos portugueses baseou-se numa avaliação independente, atribuindo à participação lusa na HCB um valor entre 55 e 60 milhões.

Passos Coelho considerou “irrisória” a oferta moçambicana e deu instruções ao ministro das Finanças para não a aceitar, de acordo ainda com a mesma fonte, especializada em assuntos ligados a relacões entre Portugal e as suas antigas colónias.

Conjecturou-se igualmente que Moçambique estaria a tentar tirar proveito da conjuntura de crise financeira que Portugal atravessa.

Na carta a Armando Guebuza, o Primeiro-Ministro português manifesta vontade do seu Governo de chegar ao acordo, mas tendo por referência um valor aceitável, que não poderá ser inferior a 50 milhões.

A parte da participação portuguesa que está previsto ser alienada a favor de investidores moçambicanos é de 10%; os 5% remanescentes serão vendidos pelo Estado Português à REN-Redes Energéticas Nacionais.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!