Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Parque Industrial de Beluluane usado por apenas três empresas moçambicanas

Apenas três das 37 empresas do sector industrial e de prestação de serviços que operam no Parque Industrial de Beluluane são moçambicanas, refere a empresa gestora daquela zona franca.

Apesar de estar localizado nas proximidades do Porto de Maputo e no competitivo Corredor de Desenvolvimento de Maputo, a referida zona franca industrial é mais explorada por companhias estrangeiras, de acordo com Nelson Ventura, Presidente do Conselho de Administração (PCA) da Beluzone, empresa gestora do parque.

A zona surgiu em 2000, com apenas sete firmas, na sua maioria prestadoras de serviços diversos à MOZAL, de acordo ainda com Ventura, salientando que as solicitações de firmas estrangeiras interessadas em operar no local tornam o local como “pólo de desenvolvimento económico de Moçambique”.

Na sua fase inicial, os investimentos no Parque Industrial de Beluluane destinavam-se à MOZAL, contudo, ao longo dos últimos tempos, tende a crescer o volume de empreendimentos autónomos no local, segundo a fonte, acrescentando que o crescimento de unidades económicas naquela zona franca vai contribuir para melhorar a competitividade dos produtos moçambicanos no mercado internacional.

A empresa Beluzone, gestora do Parque Industrial de Beluluane, é mista e é constituída por capitais privados e do Estado moçambicano, empregando cerca de 1500 trabalhadores nacionais.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!