Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Ouro supera os 1.250 dólares a onça pela primeira vez na história

O preço do ouro registrou um novo recorde esta terça-feira em Nova York e Londres, superando pela primeira vez na hitória a cotação de 1.250 dólares ante persistentes temores sobre a recuperação econômica mundial. O ouro, tradicional valor de refúgio em tempos de incerteza econômica, alcançou durante a manhã 1.252,11 dólares no mercado londrino dos metais preciosos, o London Bullion Market, que serve de referência mundial.

“O ouro conquistou um novo máximo histórico esta manhã enquanto os investidores continuavam precipitando-se sobre o precioso metal”, estimou Rajesh Patel, da Spread Co. “Estamos a ver sinais contínuos de stresse nos mercados financeiros e os investidores, novatos e especialistas, veem o ouro como um abrigo frente a uma confusão maior”, acrescentou.

Em Nova York, o contrato para entrega em agosto, o mais operado no Comex, subiu até 1.254,50 dólares a onça, também um recorde. O recorde anterior, 1.249,6 dólares, remontava ao dia 14 de maio, mas desde então havia voltado a baixar, chegando em alguns momentos a valer menos que 1.200 dólares. Esta nova alta é consequência direta dos crescentes temores de um estancamento da recuperação econômica devido aos problemas na zona do euro e de outros fatores que pesam nos mercados. “Os dados decepcionantes do emprego americano para o mês de maio continuam pesando no ânimo (dos investidores), enquanto os temores sobre o déficit orçamentário da Hungria desencadearam novas preocupações sobre os problemas de dívida na Eurozona”, estimou Andrey Kryuchenkov, do fundo VTB Capital.

Num simpósio internacional sobre o ouro realizado no mês passado no Peru, especialistas estimaram que este metal ia continuar subindo na metade deste ano e se iria manter sólido durante o restante de 2010 e 2011.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!