Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Opositor togolês detido em Lomé

Frédéric Abass Kabouia, presidente do Movimento dos Republicanos Centristas (MRC, oposição) do Togo encontra-se detido na Cadeia Civil de Lomé, desde Quarta-feira (29), por não ter respeitado a obrigação de reserva que lhe impõe o seu estatuto de liberdade provisória.

Terça-feira, Frédéric Abass Kaboua foi convocado pelo juiz de instrução encarregue do processo dos incêndios dos grandes mercados de Lomé e Kara, por ter feito “declarações que saem do âmbito da obrigação de reserva que lhe impõe o seu estatuto de liberdade provisória”.

Quarta-feira, ele foi ouvido pelo juiz e mandado para a Cadeia Civil de Lomé, segundo fontes concordantes. A 12 de Março último, Frédéric Abass Kaboua foi ouvido pelos gendarmes a respeito do caso dos incêndios dos mercados de Kara (norte) e de Lomé (capital) ocorridos a 10 e 12 de Janeiro últimos.

Ele beneficiou de uma liberdade provisória e é-lhe proibido evocar este caso em público e não pode deixar o país sem autorização prévia do juiz.

Mas, depois das suas declarações que revelam os nomes dos supostos autores dos incêndios, ele foi detido e encarcerado esperando um provável julgamento.

Desde Janeiro, depois destes incêndios, vários líderes da oposição foram detidos, alguns encarcerados, incluindo Etienne Yakanou, membro da Aliança Nacional para a Mudança (ANC) que morreu na Gendarmaria a 10 de Maio último por falta de cuidados.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!