Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Operadores ilegais exploram minerais em Gaza

Quantidades não especificadas de minerais, nomeadamente saibro, pedra e argila, estão a ser exploradas por operadores ilegais, na província de Gaza, Sul de Moçambique.

Pilona Chongo, Directora provincial dos Recursos Minerais e Energia em Gaza, disse que pelo menos cinco empresas foram até agora encontradas em plena actividade, sem que, no entanto, tenham sido licenciadas para o efeito.

A Directora revelou que o sector dos Recursos Minerais já notificou uma empresa, no distrito de Bilene, que foi encontrada em flagrante a vender ilegalmente material de construção, para além de que a sua origem era igualmente duvidosa.

“Volvidos três meses, fomos encontrar a mesma empresa em Chibuto a fazer uma grande extracção de areias de construção no rio Limpopo. Passamos uma multa de 30 mil meticais”, disse Pilona em declarações ao jornal “Diário de Moçambique”.

Para justificar, a empresa alegou falta de conhecimento da necessidade de se licenciar para a exploração daquele minério. “Mas quando fomos ao nosso registo constatamos que se tratava da mesma empresa apanhada em flagrante a exercer actividade ilegalmente no Bilene e o que fizemos foi manter a multa”, disse.

A Directora provincial destacou que o distrito de Manjacaze tem sido o “calcanhar de Aquiles” do sector mineiro em Gaza, onde se registam, ao longo da via que liga a sede da vila ao posto administrativo de Malehice, muitas saibreiras ilegais, por isso mesmo em nada contribuem para a economia do país.

“Eles extraem o material de qualquer maneira e depois da actividade deixam a saibreira sem qualquer reabilitação facto que não contribui para a conservação ambiental”, acrescentou.

Sobre as medidas a tomar para casos futuros Pilona disse que, contra todas as empresas que forem encontradas a explorar ilegalmente em Gaza, serão tomadas medidas severas porque não existe nenhum operador ou empreiteiro que não saiba da existência de obrigações para o exercício de qualquer actividade. “Todos sabem disso, mas pura e simplesmente se deixam passar por ignorantes” concluiu.

Nos registos da Direcção Provincial do Recursos Minerais de Gaza, segundo Pilona, está licenciada apenas a empresa encarregue pela reabilitação da Estrada Nacional Número Um (EN1). As outras, nomeadamente, a ‘Adilson-Construções’ e a ‘SSN-Construções’ “estão a operar ilegalmente”.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!