Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Onda de atentados no Iraque deixa pelo menos 36 mortos

Pelo menos 36 pessoas foram mortas e mais de 150 ficaram feridas na explosão de mais de 20 bombas nas cidades e vilarejos por todo o Iraque, esta Quinta-feira, disseram fontes da polícia e de hospitais.

Os atentados elevaram o medo do ressurgimento da violência sectária no Iraque, cujas autoridades empenham-se em mostrar que podem manter a segurança do país.

Em Bagdad, três carros-bomba, duas bombas deixadas em vias públicas e um atentado suicida explodiram em áreas de maioria xiita, no que parecem ter sido ataques coordenados, os quais mataram 15 pessoas e feriram 61, segundo as fontes.

“Eu estava a tentar interromper o tráfego para permitir a passagem duma patrulha policial… um carro-bomba explodiu. Caí e a polícia levou-me para o hospital”, contou à Reuters um policial ferido no rosto e no peito enquanto era atendido por médicos.

Ele não quis dar o seu nome. O maior ataque ocorreu em Kirkuk, cidade petrolífera do norte, onde a explosão de dois carros-bomba que tinham como alvo patrulhas policiais matou oito pessoas e feriu 26, segundo as fontes.

Kirkuk, cidade onde convivem árabes, curdos, turcomanos e outros grupos, está no centro duma antiga disputa entre o governo central iraquiano e a região autónoma curda. Ambos reivindicam o controle sobre a cidade, rica em petróleo.

Foi o dia mais sangrento no país desde que um ataque realizado pelo grupo Estado Islâmico do Iraque, ligado à rede Al Qaeda, matou pelo menos 52 pessoas numa série de atentados em 20 de Março.

O crescimento da tensão entre xiitas, sunitas e curdos, integrantes da frágil coligação de governo, vem aumentando os temores de retorno duma onda de violência sectária semelhante à que deixou o Iraque à beira da guerra civil depois da invasão do país por tropas lideradas pelos Estados Unidos, em 2003.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!