Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

OMS critica pouco profissionalismo de alguns médicos

A Organização Mundial da Saúde (OMS), em Moçambique, acusou recentemente alguns médicos moçambicanos de apenas se limitarem a ouvir as declarações dos pacientes sobre as suas enfermidades e não realizarem exames clínicos concretos para determinar a doença e medicamentos a serem usados no seu tratamento.

Através do seu representante em Moçambique, El Hadi Benzerroung, a mesma organização mundial denunciou também alguns farmacêuticos moçambicanos que vendem medicamentos sem quererem saber se o interessado foi recomendado por um médico, indicando que aquela situação resvala para o aumento da taxa de resistência aos anti-microbianos, uma vez que o crescimento das bactérias, vírus, fungos e parasitas não é interrompido pelo nível máximo de um antimicrobiano.

“Alguns diagnósticos médicos são duvidosos por se basearem apenas em declarações dos pacientes, escusando-se os médicos de realizar exames clínicos necessários para o tratamento da doença ser perfeito”, enfatizou Benzerroung, falando em Maputo durante um encontro de trabalho sobre a resistência aos anti-microbianos.

Para colmatar estas situações, Benzerroung disse que a OMS, em Moçambique, vai passar a monitorar a indústria farmacêutica nacional, visando combater a problemática da resistência no tratamento de doenças como o HIV/SIDA, malária e tuberculose.

Os comentários de Benzerroung foram proferidos por ocasião do Dia Mundial da Saúde, comemorado na passada quinta-feira, sete de Abril.

Por outro lado, aquela instituição da Organização das Nações Unidas (ONU) deverá, entre Agosto e Outubro de 2011, realizar em Maputo um curso de formação de técnicos da Saúde, particularmente, farmacêuticos, no sentido de os dotar de conhecimentos sobre uso racional de medicamentos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!