Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Obsessão de Pistorius por armas evocada no julgamento de atleta paralímpico sul-africano

O Alto Tribunal de North Gauteng soube que o atleta paralímpico sul-africano Oscar Pistorius previa comprar um arsenal de armas de fogo antes de anular esta encomenda um mês depois de matar a tiro a sua namorada, a manequim Reeva Steenkamp, no dia de São Valentim do ano passado.

Sean Rens, que se apresentou como prestador de serviços no domínio das armas de fogo, confirmou que «Blade Runner» era fascinado pelas armas pelas quais ele tinha «muita paixão e entusiasmo».

A encomenda de Pistorius compreendia uma arma LM6 que, segundo Rens, é uma versão civil do fuzil de assalto automático utilizado pela Polícia e pelo Exército sul-africanos, uma arma de caça Winchester, um Mossberg Maverick, um revólver Smith and Wesson 38, um Mossberg semi-automático e um outro fuzil de carregamento automático.

O tribunal soube que Pistorius utilizou uma arma de fogo em público alguns meses antes da tragédia – uma vez numa viatura e uma outra num restaurante em Joanesburgo.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!