Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

OBITUÁRIO: Ricardo Montalbán (1925 – 2009) – 88 anos

Ricardo Montalbán, que morreu no passado dia 15 de Janeiro, foi um dos primeiros actores mexicanos a triunfar no cinema norte-americano, tendo igualmente levado a sua voz a muitas emissoras latinas nos Estados Unidos, nos anos ’60 e ’70, onde o tom grave do seu castelhano e o sotaque carregado do seu inglês o tornaram inconfundível. No passado dia 15, quando finou, contava 88 anos.

Nascido na Cidade do México a 25 de Novembro de 1920, Montalbán iniciou a sua carreira nos Estados Unidos em meados dos anos ’40, tendo sido um pioneiro entre os actores latinos a fazer carreira em Hollywood. Em 1949, a longa-metragem ‘Incidente na Fronteira’, tornou-o famoso. Todavia a consagração atingiu-a com a série televisiva ‘A Ilha da Fantasia’ que a cadeia ABC transmitiu entre 1978 e 1984. No papel do misterioso Mr. Roarke realizava os sonhos dos convidados à ilha. Ao seu lado encontrava-se o seu assistente Tattoo, papel interpretado pelo francês Herve Villechaize, que se suicidou em 1993, na Califórnia.

Montalbán também fez teatro na Broadway e, em 1958, foi candidato ao ‘Prémio Tony’ concedido ao melhor actor de teatro pelo seu papel na obra musical ‘Jamaica’ e em 1966. Foi o vilão na película ‘Star Trek’, papel que voltou a representar num sucedâneo do filme em 1982. Obteve ainda um prémio Emmy como melhor actor secundário na série ‘How the West Was Won’ (1978), recebendo ainda, em 1994, o galardão do Sindicato de Actores dos Estados Unidos pela sua carreira.

Em 1970 fundou a organização Nosotros (Nós) com o objectivo de ajudar os hispânicos que, como ele, procuravam iniciar-se nas lides do cinema e da televisão norte-americanas. Duas décadas depois, comprou um velho teatro de Hollywood reconvertendo-o num centro de aulas de representação para a comunidade hispânica. “O Teatro Ricardo Montálban, é onde as próximas gerações de actores possam participar em peças de teatro, musicais e concertos, mantendo um tributo a este renomado artista”, afirmou Eric Garcetti, residente do Conselho Municipal da cidade ao anunciar o seu falecimento.

O actor, uma das grandes estrelas da Metro Goldwyn Mayer durante as décadas de ’40 e ’50, tem o seu nome imortalizado na Avenida das Estrelas com o número 7021 do Hollywood Boulevard.

Montalbán era viúvo de Georgina Young, irmã da actriz Loretta Young, com quem contraíra matrimónio em 1944. Estiveram 63 anos casados, tendo tido quatro filhos. Em 1993, vários problemas na coluna vertebral levaram-no por diversas vezes à mesa de operações. Os últimos anos foram já passados numa cadeira de rodas, tendo mesmo assim actuado em várias películas.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!