Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Número de crianças atropeladas na estrada aumenta na capital de Moçambique

O Instituto Nacional de Transportes Terrestres (INATTER) diz estar “muito preocupado” com o aumento de casos de atropelamento de crianças à saída da escola que se está a agravar nos “últimos tempos” na província de Maputo.

“Nos últimos tempos temos registado um índice elevado de crianças que são atropeladas na estrada, umas por má travessia e outras na maioria dos casos por negligência dos condutores”, segundo Brízio Mavila, técnico de segurança rodoviária do INATTER a nível da província de Maputo.

Entretanto, Mavila não avançou a média de acidentes de viação envolvendo crianças, limitando-se apenas a afirmar que “o índice é preocupante”, apelando de seguida “mais responsabilidade” aos automobilistas para evitar sangue nas estradas moçambicanas.

Contudo, Mavila realçou que, em termos do número de sinistros rodoviários no geral, regista-se um ligeiro abrandamento, embora o grau dos acidentes de viação sejam mais graves nos últimos anos. Por outro lado, Brízio Mavila mostrou-se ainda preocupado com os casos de traumatismo que afectam as crianças após sofrer um acidente de viação, indicando que em muitos dos casos essas crianças não recuperam.

Para inverter o cenário, o Millennium Bim e a Polícia da República de Moçambique (PRM) lançaram esta quarta-feira, no distrito de Marracuene, província de Maputo, a campanha de segurança rodoviária.

A iniciativa tem como grupo-alvo as escolas e numa primeira fase irá abranger somente os estabelecimentos de ensino da província de Maputo, prevendo-se que a mesma atinja todas escolas do país, dentro de dois anos, explicou Momad Ali, representante da seguradora Ímpar.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!