Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Nível de prestação de serviços de empresas nacionais é bastante positivo

O nível de prestação de serviços das empresas nacionais envolvidas no projecto de construção do novo Terminal Temporário de Carvão no Porto da Beira é descrito como sendo positivo.

A avaliação foi feita pelo Director Executivo da Empresa Pública Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique – CFM-EP-Centro, Cândido Jone, reagindo a questão apresentada pelo nosso jornal numa conferência de imprensa, há dias, na Cidade da Beira.

O Director Executivo dos CFM-EP-Centro mencionou as empresas TCO (Transportes Carlos Oliveira), TCM (Transportes Carlos Mesquita) e outras que participam na fase do projecto que compreende a terraplanagem e obras civis.

“A prestação dessas empresas neste projecto é muito boa” – afirmou Cândido Jone, para quem regra geral as empresas moçambicanas tem tido boa prestação.

O projecto de construção do novo Terminal Temporário de Carvão no Porto da Beira está orçado em 35 milhões de dólares norte americanos, sendo que a fase que compreende a terraplanagem e obras civis foi adjudicada a construtora brasileira Odebrecht, a qual por sua vez subcontratou as empresas nacionais acima mencionadas e outras.

Jone enfatizou afirmando que “para terem confiança de um empreiteiro da dimensão da Odebrecht é porque são boas empresas. As nossas empresas moçambicanas são boas…também somos bons” – acrescentou.

Refira-se, entretanto, que as duas empresas retromencionadas, nomeadamente a TCO e a TCM representam Orgulho Moçambicano, detentora da marca “Orgulho Moçambicano – Made In Mozambiue”, uma iniciativa do Governo da República de Moçambique que contempla as melhores firmas nacionais.

Instalação de equipamentos inicia em Março O Director Executivo da Empresa Pública Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique – CFM-EP-Centro, Cândido Jone, deu a conhecer que as obras de construção do novo Terminal Temporário de Carvão no Porto da Beira já cumpriu quarenta por cento do projecto.

Disse que o processo de instalação dos equipamentos deve começar já no próximo mês de Março para em Junho se começar a fazer os testes e a entrega da obra será em Julho, período que coincide com o previsto para o arranque das operações.

Os equipamentos foram encomendados de vários países, nomeadamente África do Sul, Japão e alguns da Europa, para onde já foram enviados técnicos nacionais para treinamento.

O novo terminal temporário terá a capacidade de manusear seis milhões de toneladas de carvão por ano. O empreendimento resulta duma parceria firmada entre os CFM-EP e as mineradoras Vale e Riversdale.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!