Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Nik Bärtsch’s Ronin canta em Maputo

Depois da sua digressão em diversas  cidades da África do Sul e Suazilândia, os Nik Bärtsch’s Ronin – uma banda suíça de jazz zen-funk – irá realizar um show, no próximo sábado, 13 de Abril, a partir da 20.30 horas, cidade de Maputo. O palco será o Centro Cultural Franco-Moçambicano…

Desde a passada sexta-feira, cinco de Abril, que a banda suíça Nik Bärtsch’s Ronin realiza concertos em diversas cidades da África Austral. Cabo, Joanesburgo, Durban – na África do Sul – e Malkeres, na Suazilândia, são alguns exemplos. Amanhã, 13 de Abril, o colectivo que já se encontra em Maputo realiza o seu último show da digressão em Maputo. O evento terá lugar o Centro Cultural Franco-Moçambicano.

Sabe-se, porém, que a estada dos Nik Bärtsch’s Ronin em África servirá ainda para a apresentação do seu novo trabalho discográfico, “Live”. Em concerto, esta colectividade artístico-musical que explora o género jazz e funk, irá expor uma alguns rituais da música japonesa, incluindo sonoridades clássicas, explorando a sua capacidade de improvisação, gerando um espaço arquitectónico interessante.

Como banda, o quarteto Nik Bärtsch’s Ronin surgem em 2001. São liderados pelos compositor e pianista Nik Bärtsch que é natural de Zurique. Outros integrantes são o baterista Kaspar Rast, Sha (nos clarinetes baixo/contrabaixo e sax alto) e Thomy Jordi no baixo.

Os promotores do espectáculo, em Maputo, consideram que cada membro do grupo dispõe de enorme controlo e visão não só em relação aos sons que produz, mas também às sonoridades que surgem da combinação com os restantes instrumentos. “É aqui que os instrumentos se fundem como componentes de uma orquestra sinfónica, ao mesmo tempo que acompanham a visão estética da música ritual groove”.

“Com uma presença irresistível no palco, e distinguida pelo Wall Street Journal como um dos seis melhores espectáculos ao vivo em 2011, a Ronin conta agora com o apoio da Pro Helvetia, a Fundação Suíça para a Cultura, para fazer chegar ao Cape Town Jazz Festival, Joanesburgo, Durban, Suazilândia e Moçambique a energia hipnotizante que caracteriza as suas actuações ao vivo. A banda oferecerá ainda vários workshops que se realizarão em locais seleccionados”, refere-se na comunicação sobre o espectáculo de amanhã, em Maputo.

 

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!