Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Nem só da política vivem os presidentes, mas também da dança

Os presidentes africanos e outros altos convidados que estiveram na festa do 25º aniversário da morte do primeiro presidente de Moçambique, Samora Machel, mostraram que não só se dedicam a política para levar os destinos dos seus países a bom termo, mas também ao cultivo de virtudes que os tornam sociais.

A prova mais recente foi dada na tarde de Quarta-feira no Palácio da Ponta Vermelha, residência oficial do Chefe de Estado moçambicano, Armando Guebuza, na recepção servida aos líderes africanos e outros altos convidados que se juntaram a festa, marcada pela inauguração da majestosa estátua em sua homenagem.

A recepção, que incorporou uma diversidade de pratos típicos da gastronomia moçambicana e de outros países, teve um momento cultural cujo artista de cartaz foi o músico e compositor, Stewart Sukuma, que, acompanhado pela sua banda “Nkuvu”, ambientou os convidados com vários números do seu reportório discográfico.

A banda tocou e os convidados não resistiram, aos poucos foram se juntar no local defronte da tenda onde Guebuza e os seus convidados de honra estavam todos sentados.

O dono da casa levantou-se em direcção ao relvado, Jacob Zuma da África do Sul, Ian Kama do Botswana, Graça Machel e vários outros se juntaram ao momento.

A banda Nkuvu tocava e os dirigentes dançavam, trazendo um ambiente de festa típico dos convívios africanos, em que os corações de todos os convidados estavam revestidos de alegria imensurável, até porque o bom gosto da comida fazia muitos deles lamberem os beiços de tanto degustar.

Armando Guebuza, Jacob Zuma, Ian Kama, Graça Machel e alguns filhos do herói nacional presentes na festa dançavam e, como não podia deixar de ser, os demais convidados se fizeram a relva para mostrar os seus dotes na dança, facto que impressionou muitos e, como resposta, todos irradiavam alegria.

Se a festa dos 25 anos da trágica morte de Machel teve muitos aspectos marcantes como a visita da Presidente do Brasil, Dilma Rousseff, o momento recreativo da recepção será, sem dúvida, outro grande momento de relevo registado na memória da história da efeméride.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!