Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Natação: Golfinhos vencedores do Torneio Internacional Joaquim Chissano

Natação: Golfinhos vencedores do Torneio Internacional Joaquim Chissano

Os Golfinhos de Maputo foram os grandes vencedores da nona edição do Torneio Internacional de Natação Joaquim Chissano, prova que teve lugar na piscina olímpica do Zimpeto no último fim-de-semana. Aquela equipa arrecadou um total de 110 medalhas.

Foi uma competição que marcou a reabertura da piscina olímpica, a infra-estrutura desportiva mais moderna do país, depois de permanecer encerrada devido a problemas técnicos. Após o Governo adjudicar directamente a gestão da mesma à Associação de Natação da Cidade de Maputo, aquele recinto acolheu, no sábado (26) e domingo (27) últimos, os melhores nadadores moçambicanos pertencentes aos clubes Desportivo, Golfinhos, Tubarões, Clube Naval e Nguenhas de Matendente, todos de Maputo, bem como de duas equipas da vizinha Suazilândia.

Contrariamente ao que se esperava, as delegações da cidade da Beira, da África do Sul e do Botswana desistiram à última hora alegadamente porque, naquele mesmo fim-de-semana, decorriam competições internas de natação naqueles pontos não podendo, por isso, deslocar-se à cidade de Maputo. E na ausência daquelas duas potências internacionais, a África do Sul e o Botswana, num desafio que decorreu, pela primeira vez, numa piscina de 50 metros, o protagonismo recaiu sobre os dois arqui-rivais da capital moçambicana, nomeadamente os Golfinhos e os Tubarões.

Findados os dois dias de competição, os Golfinhos conquistaram um total de 110 medalhas, 51 das quais de ouro, 29 de prata e 30 de bronze, tendo assumido a primeira posição da tabela classificativa geral, seguidos pelos Tubarões com um saldo de 23 de ouro, 36 de prata e três dezenas de bronze. Nesta prova completamente dominada por nadadores moçambicanos, conforme referenciámos acima, o Ferroviário de Maputo terminou na terceira posição da tabela graças às 36 medalhas conquistadas, sendo 15 de ouro, 11 de prata e 10 de bronze.

A equipa da Suazilândia que melhor se posicionou foi a Swazi Swimming Team, no quinto lugar, com um total de 24 medalhas, oito delas de ouro, 12 de prata e quatro de bronze, superada pelo Clube Naval com dez de ouro, duas de prata e quatro de bronze. No que às categorias diz respeito, os Golfinhos venceram em masculinos com 60 medalhas, uma vez mais superando a forte concorrência dos Tubarões.

A dupla Valdo Lourenço e Igor Mogne foi fundamental para o triunfo daquela equipa, tendo ambos amealhado um total de 11. Em femininos, categoria na qual o Ferroviário de Maputo terminou na segunda posição depois de conquistar 13 medalhas de ouro, oito de prata e sete de bronze, o Clube Golfinhos ficou no topo da tabela com 24 de ouro, 13 de prata e igual número de bronze. Ainda nesta classe, os tubarões ocuparam o quarto lugar com um total de 29 medalhas (sete de ouro, 14 de prata e oito de bronze), a seguir ao modesto Clube Naval que completou o pódio com oito de ouro, duas de prata e igual número de bronze.

Shakil Fakir e Jéssica Francisco vencedores no “Desh Four Cash”

Nas provas disputadas pelos nadadores com os melhores tempos em todos os escalões, denominadas “Desh Four Cash”, os nadadores moçambicanos Shakil Fakir do Tubarões de Maputo em masculinos e Jéssica Francisco do Ferroviário de Maputo, em femininos, foram os grandes vencedores.

O “tubarão” fez os 50 metros nadando em 25 segundos e 16 centésimos, com 23 centésimos de vantagem sobre o segundo classificado, Denilson Costa, companheiro de equipa. Valdo Lourenço (Golfinhos) ocupou a terceira posição com o tempo de 25 segundos e 89 centésimos.

A “locomotiva” Jéssica Francisco fez os 50 metros livres em 28 segundos e 90 centésimos, superando a forte concorrência de Gisela Cossa (Golfinhos) que chegou à meta um segundo depois. Na terceira posição ficou a nadadora dos Golfinhos, Justânia Francisco (Golfinhos), com o tempo de 31 segundos e 37 centésimos.

“Foi uma excelente prova”

Jéssica Francisco, vencedora da “Desh Four Cash” em femininos, afirmou que apesar da ausência de nadadores sul-africanos, o Torneio Internacional Joaquim Chissano foi excelente. Aquela atleta do Ferroviário de Maputo destacou, igualmente, que se sente feliz com as medalhas conquistadas, como também por ter alcançado a terceira posição na tabela classificativa geral, embora “o objectivo fosse ocupar o primeiro lugar, o que não se concretizou pois estávamos em menor número comparativamente aos adversários”.

Shakil Faquir, dos Tubarões de Maputo, que no “Desh Four Cash” melhorou a sua marca pessoal, disse ao @Verdade que se sente bastante feliz por este feito, apesar de a sua equipa ter terminado no segundo lugar deste torneio.

“Agora vamos trabalhar para vencer o Campeonato Nacional de Natação que se avizinha, pois mostrámos aqui que temos essa capacidade”, acrescentou aquele nadador. De referir que ainda neste mês de Maio, a cidade da Beira será palco dos Campeonatos Nacionais de Natação de Inverno, provas que serão organizadas pela Federação Moçambicana de Natação.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!