Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Nampula graduou 420 novos professores

A província de Nampula, conta desde terça-feira com mais 420 novos professores do ensino básico, formados pelo Instituto de Formação de Professores Do Ensino Básico de Marrere, localizado na cidade capital.

Do total dos graduados, que na passada quarta-feira, receberam os seus diplomas, numa cerimónia dirigida pela vice ministra da educação e cultura, Antónia Xavier, 193 são mulheres, o que equivale a mais de 40 por cento. Antónia Xavier orientou aos recém graduados a estarem preparados para assumir uma função social eloquente, quanto digna do maior respeito, em todos nós.

Recordou que o juramento que fizeram no acto da graduação de servir Moçambique não pode ficar apenas nas palavras, pois ele deve ser materializado em todos os cantos em que cada professor for colocado independentemente da sua região de origem ou o local da formação. Nós confiamos em vós e a prova da nossa confiança, são as crianças que ireis receber, em 2010, numa determinada escola, num canto qualquer deste país. Aí devereis dar testemunho do quando soubestes aproveitar da formação que vos foi dispensada neste instituto, recordou Antónia Xavier.

Num outro desenvolvimento, aquela governante anotou o facto de o desafio que os espera nas escolas onde forem colocados e, sobretudo, nas salas de aulas exige muito trabalho, zelo, dedicação, responsabilidade e humildade, para além do suor, sacrifício e esforço constante. Outro grande desafio com o qual se depararão, é a pandemia do HIV/ SIDA que tem estado a matar inúmeras vidas humanas, sobretudo na camada jovem, em particular o nosso sector que tem sofrido muitas baixas.

Por isso, apelamos que para que não se esqueçam de priorizar nas vossas planificações e no vosso comportamento a prevenção e combate ao HIV/SIDA, cuidando de fazer da escola um local que promove a educação da criança e do jovem e do desenvolvimento de uma sociedade livre desta pandemia, disse a vice ministra de educação e cultura.

Este é o vigésimo sexto curso de formação de professores do ensino básico que teve a particularidade de ser frequentado por alunos provenientes de todas províncias do país com a décima classe, tiveram a preparação psicopedagógica e científica, para além da formação integrada na matéria de desenvolvimento dos núcleos, desporto e cultura, prevenção as doenças sexualmente transmissíveis e HIV/SIDA, assim como as outras actividades extra curriculares.

De acordo com o director do IFP de Marrere, Belmiro Nhampossa, para além da formação psico-pedagógica e científica dita nos dois semestres que durou o curso, os formandos tiveram práticas pedagógicas nas diversas escolas da cidade de Nampula, acompanhados pelos respectivos formadores e professores metodólogos dos respectivos estabelecimentos de ensino onde estagiaram.

“Durante as práticas pedagógicas os recém graduados foram capazes de demonstrar as suas actividades profissionais e capacidades de gerirem as turmas, daí que afirmámos com convicção que são professores”, rematou Nhampossa.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!