Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Munícipes gazetam tomada de posse do edil da Maganja da Costa

Tomou posse esta sexta-feira (07), o primeiro edil da vila municipal da Maganja da Costa, província da Zambézia, eleito no escrutínio de 20 de Novembro passado. Trata-se de Virgílio Agostinho Dinheiro, que nas eleições autárquicas de 2013 derrotou o candidato do Movimento Democrático de Moçambique (MDM), Baptista Oliveira Algumassa. Porém, as cerimónias foram gazetadas pelos munícipes.

A cerimónia de tomada de posse foi orientada pelo presidente da Assembleia Municipal da Maganja da Costa, Telmo Gabina Moaivane, eleito ontem na Primeira Sessão Ordinária daquele órgão autárquico. A música, dança e outras manifestações artísticas ambientaram o evento.

Virgílio Dinheiro prometeu servir fielmente o destino dos munícipes da Maganja da Costa, e apontou a construção de um sistema de abastecimento de água, melhoramento das vias de acesso, electrificação das ruas e novos bairros, saneamento do meio como sendo os grandes desafios que constam no seu manifesto eleitoral e para cumprir na sua totalidade pediu a colaboração de todos.

No seu discurso, Virgílio pediu a colaboração dos agentes económicos, líderes comunitários, agricultores, taxistas e comerciantes nas actividades que o município ira levar a cabo partir desta sexta-feira (07).

Por seu turno, a representante do Governo que falava no evento apelou aos membros da Assembleia Municipal a contribuírem para o desenvolvimento da autarquia aplicando os conhecimentos.

A fonte pediu para que o edil aposte numa uma governação participativa sem exclusão partidária e que possa apostar na construção de mais infra-estrutura para que num futuro breve Maganja da Costa tenha estatuto de cidade.

Entretanto, os munícipes desta autarquia decidiram não participar na cerimónia de tomada de posse, porque acreditam que a edilidade não irá resolver os seus problemas, nomeadamente a falta de um sistema de saneamento de meio, falta de fontes de água, expansão da rede eléctrica aos bairros em expansão, reabilitação do mercado, o ordenamento territorial, entre outros.

Vox populi

Armindo Duarte, vendedor de peixe

“Desejo ver melhoradas as bancas do mercado. No tempo chuvoso não conseguimos vender neste espaço devido à falta de limpeza. Agora que o município tomou posse creio que possa resolver este problema”.

Antonieta João, munícipe

“Na minha zona não chega energia, quero que o governo municipal trabalhe para electrificar as zonas residenciais para que nós também possamos consumir a energia da rede nacional”. Fonseca Jamal, taxista “Gostaria que prestassem maior atenção às condições em que as estradas se apresentam, principalmente as que dão acesso aos bairros. Nas noites, a condução é difícil, porque além da falta de iluminação, as vias de acesso são caracterizadas por buracos em todas as parte das rodovias”.

Alfredo Assane, munícipe

“Gostaria que o município apostasse na construção de novas infra-estruturas, com destaque para campos de futebol, escolas e hospitais porque vemos crianças que percorrem 15 km para fazerem a 8ª classe. O município deve não só apostar no centro da vila, mas também lançar os seus projectos para as zonas recônditas do município”.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!