Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mundial 2014: foi o pior jogo da minha vida afirma Felipão

Abatido e ao mesmo tempo mostrando resignação com a goleada sofrida diante da Alemanha, o técnico do Brasil, Luiz Felipe Scolari, disse que foi o pior jogo de sua carreira, mas que “a vida continua” e que a selecção deve tirar lições da partida desta terça-feira. A seleção brasileira perdeu de 7 x 1 para a Alemanha no estádio do Mineirão, pela semifinal da Copa do Mundo, e disputará o terceiro lugar do torneio.

“Naturalmente que se eu for pensar na minha vida como jogador, técnico, professor de educação física, entendo que foi o pior jogo da minha vida”, disse Felipão, campeão mundial com o Brasil em 2002, em entrevista coletiva.

“É uma derrota, a pior do Brasil, penso eu. Aconteceu, a vida deles (jogadores) vai continuar, a minha vai continuar, mas vamos analisar e ver o que a gente pode mudar.”

Para o treinador, grande parte dos jogadores brasileiros estará no próximo Mundial, na Rússia. Como lição da derrota, que classificou como “catastrófica”, vai reunir a equipe, avaliar o que aconteceu e “mostrar que foi um jogo atípico, que a qualidade da Alemanha foi muito grande”.

“(Os alemães) jogaram um jogo que ainda não jogaram no Mundial. Fizeram o melhor jogo do Mundial e nós, o pior”, declarou o treinador. Felipão admitiu que era praticamente impossível virar a partida, mas que pediu aos jogadores para honrar a camisa no segundo tempo.

“Quando tomamos 3, 4, 5 golos… é quase impossível virar, mas (falei) que tínhamos que tentar jogar com aproximação, com condição de fazer um, dois golos. A gente podia ter feito (com Oscar e Paulinho) e na primeira oportunidade o adversário vai lá e faz. Isso arrebenta o seu emocional”, disse.

“Eu fiz o meu trabalho como sempre faço. Fiz o que eu achava que era melhor, de um ano e meio para cá foi a terceira derrota… Depois do 5 x 0 precisávamos pelo menos honrar a camisa e foi o que eles fizeram”, acrescentou. É com esse discurso que o treinador pretende motivar os seus atletas para a disputa do terceiro lugar.

“CLIMA HORRÍVEL”

Felipão, que foi até o campo ao final da partida consolar os seus jogadores, admitiu o abatimento do grupo com o fracasso em casa. “O clima é horrível, não tem o que fazermos agora no vestiário, temos que fazer as mudanças do comportamento quando voltarmos e fizermos o jogo de sábado”, afirmou.

“Ninguém esperava esse resultado, agora é trabalhar em cima disso, para estarmos recuperamos para enfrentar o perdedor do jogo de amanhã (Holanda x Argentina).”

Felipão pediu “desculpas” por não levar a selecção à final do Maracanã, na tentativa de conquistar o primeiro título mundial em casa. “A minha mensagem para o povo do Brasil é que nós fizemos, e tentamos fazer aquilo que tínhamos condições e perdemos para uma grande equipe, que teve a qualidade de em seis minutos definir o jogo de forma fantástica”, disse ele, rejeitando a ideia de que colocou pressão demais nos jogadores ao dizer que a selecção tinha a obrigação de ser campeã.

“Eles sabiam desde o início que, jogando em casa, a nossa obrigação era sermos campeões. Eles fizeram aquilo que estava ao alcance, então não tem arrependimento e por que cobrar. Deu errado em 10 minutos de jogo hoje, não adianta ficar buscando uma situação. Não vai acontecer nunca mais para a Alemanha nem para nós”, completou.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!