Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Multidão saquea hospital de Nabúri

Enquanto a cólera vai se alastrando para as zonas onde quer, as populações de algumas zonas, não perdem tempo em cometer actos ilícitos e com tendência criminais. É que na terça-feira, uma multidão empunhando paus, pedras, catanas e outros objectos contundentes, saqueram o centro de Saúde de Nabúri, posto administrativo de Mulela, distrito de Pebane na Zambézia.

Em consequência destes destúrbios, o centro ficou com as janelas e portas destruídas, visto que a multidão veio em máxima força e não perdoou ninguém. Segundo o administrador daquele distrito costeiro, António Santarém, neste momento, estão detidas em conexão com o caso, 18 pessoas.

Segundo ainda Santarém, a polícia da República de Moçambique, despachou para aquele local um contigente para garantir que a ordem e traquilidade pública seja resposta. Num outro passo, a fonte disse que tudo aconteceu por causa da desinformação sobre a propagação da cólera que assola a província da Zambézia. Aliás, aquele dirigente recorda que Nabúri está a escassos quilómetros de Moma, província de Nampula onde foi também saqueado um centro de saude populares usando também paus e catanas.

Lembre-se que a onda de desinformação sobre a propagação da cólera deixou vítimas no posto administrativo de Lioma, distrito de Gurúè, onde as escolas e outros locais de interesse ficaram paralisadas durante alguns dias. Neste momento, o ambiente está calmo.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!