Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Morreu prisioneiro mais célebre da RSA, o moçambicano Ananias Mathe

O moçambicano Ananias Mathe, o prisioneiro mais célebre da África do Sul, morreu terça-feira no hospital King Edward VII de Durban, aos 41 anos de idade.

As autoridades prisionais confirmaram que este violador, assassino e ladrão notório queixava-se de dores no estômago há três meses. Sofreu uma intervenção cirúrgica no hospital de Endele, em Pietermeritzburgo, em Dezembro corrente, mas o seu estado de saúde se deteriorou.

Em 2006, este cidadão moçambicano foi detido por 51 acusações de homicídio, tentativa de homicídio, violação, roubo de viatura e assalto à mão armada e foi então condenado a 54 anos de prisão.

Durante o seu encarceramento na cadeia de alta segurança de C-Max, em Pretória, Mathe conseguiu evadir-se, pondo vaselina em todo o seu corpo para deslizar pela janela da sua cela em Dezembro de 2006. Esta evasão audaciosa e a primeira do género levou a imprensa sul-africana a alcunhá-lo de “Houdini”.

Foi capturado duas semanas mais tarde na sequência duma caça ao homem à grande escala, durante um roubo de viatura em Joanesburgo. A Polícia disparou três tiros contra ele, mas ele resistiu.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!