Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mopeia quer produzir 100 mil toneladas de arroz/ano

A companhia OLAM Moçambique deverá aplicar cerca de 35 milhões de dólares norte-americanos para a produção de cerca de 100 mil toneladas de arroz, no distrito de Mopeia, província central da Zambézia, ao longo dos próximos cinco anos, segundo Ujjwalkanta Senapati, director-geral daquela firma de capitais nacionais e expatriados.

Em entrevista ao Correio da manhã, Senapati disse que o programa compreende o uso de sistemas de irrigação e maquinaria moderna para que “haja uma produção em grande escala” daquele cereal estratégico para garantir segurança alimentar à população moçambicana.

Apesar de aquela região ser fértil, “o espaço é pouco aproveitado pelos camponeses locais devido à falta de mecanização”, explicou a fonte, acrescentando que a sua firma vai prestar assistência técnica a produtores do sector familiar para uso de novas tecnologias agrícolas e semente resistente a pragas e doenças.

Algodão

Para além da produção de arroz, a OLAM está desde o início de 2011 com uma nova fábrica de descaroçamento de algodão, no distrito de Mossurize, província central de Manica, estimando em cerca de seis milhões de dólares norte-americanos o valor aplicado para a concretização daquele empreendimento.

Aquela companhia trabalha com um efectivo de cerca de 35 mil produtores do sector familiar, nas províncias da Zambézia e Manica, e “pretende, a médio prazo, posicionar-se no topo dos maiores produtores moçambicanos de algodão”, passando das actuais 12 mil toneladas para 60 mil toneladas/ano, segundo igualmente o directorgeral da OLAM Moçambique.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!