Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Montepuez : 70 mancebos grevistas condenados a prisão

O Tribunal Judicial de Pemba, província nortenha de Cabo Delgado, condenou, esta semana, a penas de prisão efectiva, os 70 mancebos das Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM) que em Julho passado protagonizaram actos de vandalismo contra propriedades públicas e privadas em Montepuez. Os mancebos condenados irão cumprir penas de prisão que vão até 13 meses de prisão efectiva. Outros oito integrantes do grupo foram absolvidos, segundo o jornal “Notícias”.

Os indivíduos condenados vão cumprir as suas penas na Cadeia Provincial de Cabo Delgado, localizada na capital, Pemba. A história destes mancebos começa quando na noite de 27 de Julho passado eles irromperam pelas ruas de Montepuez e protagonizam actos de vandalismo alegando protestar contra o não encerramento do seu curso, cujo término havia sido adiado por razões por eles desconhecidas. Trata-se de jovens oriundos de diversos pontos do país que foram levados para Montepuez pelo Ministério da Defesa Nacional para cumprir uma das fases do Serviço Militar no Centro de Instrução Básica local.

Na sua incursão pelas ruas de Montepuez, os mancebos terão vandalizado uma câmara frigorifica pertencente a um estabelecimento comercial e uma viatura pertencente a Direcção Provincial da Saúde. Na altura, a Policia, na pessoa do porta-voz do Comando-geral, Pedro Cossa, disse que a desculpa apresentada pelos mancebos para protagonizarem aqueles actos não tem nenhum fundamento porque em qualquer instituição de formação militar a responsabilidade de determinar o encerramento de algum programa de formação não cabe ao instruendo. “Eles devem ser julgados”, disse Cossa, acrescentando que “os produtos que eles consumiram numa barraca implicam custos, além de que o acto em si é ilegal”.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!