Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Diáspora / Eleições: Frelimo diz que vitoria é certa

A Frelimo, partido no poder em Moçambique, diz que a “vitória é certa” no Círculo Eleitoral da Europa (Portugal e Alemanha) tanto para o partido como para o seu candidato às Presidenciais de 28 de Outubro próximo, Armando Guebuza. As quartas eleições Legislativas e Presidenciais deste ano em Moçambique, a decorrer no dia 28 de Outubro, coincidem com as primeiras das Assembleias Provinciais.

Com efeito, brigadas da Frelimo que procuram convencer o eleitorado na diáspora, concretamente no Círculo Eleitoral da Europa, para votar neste partido e no seu candidato às Presidenciais, prosseguiram este último sábado as suas actividades de campanha, tendo uma das brigadas atravessado para o outro lado do Rio Tejo, nos arredores da capital portuguesa, Lisboa.

Trata-se da Câmara Municipal do Seixal, onde a brigada de Lisboa reuniu-se com membros, simpatizantes e amigos da Frelimo, entre outros, num espaço cedido pelo Município, para, entre vários aspectos, transmitir mensagens de realizações do governo no último quinquénio (2005-2009) e o programa para 2010-2014. “Os moçambicanos na diáspora, identificam-se com o partido Frelimo, principalmente tendo em conta os ganhos já conseguidos no mandato prestes a terminar”, disse Raimundo Mapanzene, falando à AIM, em Lisboa.

Mapanzene integra o grupo de trabalho de Lisboa neste momento chefiado por Beatriz Ajuda, membro da brigada Central do partido Frelimo mandatada de Maputo para ajudar os “camaradas” em Portugal na “caça” ao voto. Beatriz Ajuda é igualmente deputada da Assembleia da República (AR), o parlamento moçambicano, pela bancada da Frelimo. Mapanzene destacou, entre outras realizações, o facto dos moçambicanos poderem conduzir em Portugal, ao abrigo do acordo nesse sentido assinado recentemente entre os governos de Moçambique e de Portugal, bem como o benefício de Segurança Social.

Os documentos para a questão da segurança social já foram trocados entre as duas partes, faltando apenas a assinatura. Segundo a mesma fonte, a aderência ao encontro do Seixal “superou as expectativas”. Solicitado pela AIM a especificar o que significa superar as expectativas, Mapanzene disse que a previsão inicial era de reunir 40 pessoas no evento, mas compareceram 70, entre membros e simpatizantes do partido, lideres das associações cívicas moçambicanas e outros, o que, para ele, prova maior inserção da Frelimo no seio dos moçambicanos na diáspora.

Mapanzente, eleito deputado da AR pela Europa no mandato 2005-2009, é neste momento primeiro suplente na lista de candidatos da Frelimo pelo Círculo Eleitoral da Europa, segundo ditaram os resultados das eleições internas. Ainda este último sábado a AIM, na capital portuguesa, falou com o candidato a deputado da AR do partido Renamo pelo Círculo da Europa, António Pedro Chichone, para saber do andamento da respectiva campanha eleitoral.

O balanço “é positivo” pelos contactos porta-a-porta, via telemóvel (SMS) e Internet que a Renamo conseguiu realizar até agora com potenciais eleitores, disse António Chichone, sublinhando que foi programada, para domingo, “uma festa” sob o lema “Moçambique na Europa”, na baixa lisboeta, durante a qual o candidato da “Perdiz” vai apresentar mensagens eleitoralistas.

Por seu turno, o Movimento Democrático de Moçambique (MDM), a nível da Europa, segundo o seu coordenador em Portugal, Zacarias Abdula, também acredita na “vitória” do partido e do seu candidato às Presidenciais, Daviz Simango. O MDM na Europa adoptou como principal estratégia de contacto via telemóvel (SMS), tentando convencer jovens estudantes moçambicanos em Portugal e outros a votarem no partido e no seu candidato.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!