Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Moçambique 1 – 0 Tanzânia: histórico Jerry decide (ao intervalo)

A etapa inicial do jogo de inauguração do Estádio Nacional conheceu um herói improvável: Jerry, melhor marcador nacional dos últimos anos (sempre preterido por Mart Nooji) marcou o primeiro golo da história daquele recinto desportivo.

Os Mambas saíram a vencer por uma bola naquilo que era uma oportunidade que não podiam deixar escapar para voltar a pôr-se de pé e deixar para trás os maus resultados. Não o fizeram de forma tão convincente e, diga-se, deixaram ainda escapar alguns indícios de que são uma equipa com jogadores em final de ciclo e já sem frescura nas pernas, mas frente à Tanzânia conseguiram o essencial: vencer por 1-0 o que pode vir a ser um estímulo para os desafios futuros.

A Tanzânia, porém, criou alguns calafrios a defensiva moçambicana, com cruzamentos sempre do lado esquerdo, onde Zainadine Junior era batido com facilidade. No entanto, os avançados, sempre displicentes na ora de visar a baliza de Kampango, não davam melhor destino aos lances.

Kampango, diga-se, teve uma noite calma e sem sobressaltos. Por outro lado, Shabani Dihili, guarda-redes tanzaniano, negou aos 15 minutos, com uma defesa vistosa, um golo certo a Miro. Mas não consegui impedir que, Jerry, aos 19 minutos, livre de marcação inaugurasse o marcador com um toque subtil. Mau posicionamento da defesa tanzaniana, passe errado, recuperação de Genito, passe para as costas da defesa, onde apareceu o pé de Jerry a bater um desamparado Shabani. Na segunda parte há mais.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!