Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Moçambique revê em alta peso de exportações do pescado em 2014

O volume de contribuição das exportações do pescado moçambicano na balança comercial deverá fixar-se nos cerca de USD 130,5 milhões até finais do presente ano de 2014, contra as previsões iniciais que apontavam para uma renda na ordem dos USD 80 milhões.

Esta revisão em alta consta do Plano-Director das Pescas, cuja primeira fase da sua implementação está em análise ao longo do presente trimestre de 2014 e prevê um aumento do volume de exportações para 21 mil toneladas de pescado diverso este ano.

Refira-se que nos últimos anos o volume das exportações de mariscos tem oscilado em 12 mil toneladas desde 2009 e com um contributo médio anual de cerca de USD 70 milhões na balança comercial do país. União Europeia (UE), Ásia e África são os principais mercados do pescado moçambicano, indica o Ministério das Pescas.

Em termos de importações, as mesmas deverão reduzir para 44,5 mil toneladas de pescado diverso, na sua maioria peixe carapau, contra actuais cerca de 52 mil toneladas/ano daquele espécie de marisco de forma a satisfazer as necessidades do consumo interno.

Refira-se que Moçambique regista actualmente um défice de pescado estimado em mais de 270 mil toneladas, estando em curso o desenvolvimento da piscicultura para minimizar esta situação e potenciar o aumento dos benefícios líquidos em divisas no sector.

Entretanto, numa visão a médio e longo prazos, ou seja, a partir de 2019, a exportação dos produtos pesqueiros em Moçambique deverá ter um peso na ordem dos USD 175,8 milhões, apurou o Correio da manhã junto do Ministério das Pescas no seu novo plano-director 2015-2019.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!